Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Fecho dos mercados: Petróleo e dólar desvalorizam, ouro ganha brilho

Numa sessão marcada pela fraca liquidez e pelo encerramento dos principais mercados europeus, as acções nos EUA estão sem tendência definida. Já o dólar e o petróleo desvalorizam.

Bloomberg
Rui Barroso ruibarroso@negocios.pt 28 de Março de 2016 às 17:15
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

S&P 500 sobe 0,06% para 2.037,24 pontos

Euro avança 0,35% para 1,1207 dólares

Brent desvaloriza 1,26% para 39,93 dólares

Ouro aprecia 0,20% para 1.219,43 dólares

Bolsas dos EUA praticamente inalteradas

As principais bolsas europeias estiveram encerradas nesta segunda-feira de Páscoa e reabrem esta terça-feira. Com uma parte significativa dos mercados mundiais encerrados, os índices norte-americanos seguem a negociar praticamente inalterados.

O S&P 500 tem um ganho tímido de 0,06% para 2.037,24 pontos, com os investidores à espera da divulgação de dados económicos agendados para esta semana e numa sessão marcada pela fraca liquidez. Nas próximas sessões serão conhecidos dados sobre o mercado de trabalho nos EUA, um dos elementos a que a Reserva Federal dos EUA dá mais atenção para tomar as decisões de política monetária.

Dólar perde terreno

O euro apreciou face à nota verde. A moeda única valoriza 0,35% para 1,1207 dólares numa sessão marcada pela queda da divisa norte-americana face às principais divisas mundiais. O índice da Bloomberg que mede o desempenho do dólar face a um cabaz de outras moedas perde 0,36%,numa altura em que os investidores tentam avaliar qual o ritmo da subida das taxas de juro na maior economia do mundo. A penalizar o dólar estiveram os dados sobre o consumo nos EUA.

"Os consumidores tornaram-se cautelosos nos primeiros dois meses de 2016 devido à volatilidade nos mercados accionistas. Os números do consumo relativos a Janeiro foram revistos em baixa de uma subida de 0,5% para um aumento de 0,1%. O mau desempenho do mercado accionista em Janeiro e Fevereiro afectou o sentimento dos consumidores", observaram os analistas da IHS Global Insight.

Brent abaixo de 40 dólares

O preço do petróleo desceu, com o Brent a negociar abaixo da fasquia de 40 dólares. O valor do barril de Brent desce 1,26% para 39,93 dólares, com o mercado a duvidar que um eventual acordo entre a Rússia e alguns membros da OPEP para congelarem a produção seja suficiente para resolver o excesso de oferta no mercado. Isto depois de alguns países produtores de petróleo, como o Irão e a Líbia, já terem referido que não iriam estar presentes na reunião de Doha, marcada para 17 de Abril, o que faz o mercado duvidar da eficácia de um eventual acordo para manter a produção.

Ouro valoriza

O metal amarelo continua a ganhar brilho. A onça de ouro valoriza 0,20% para 1.219,43 dólares. Isto depois de ter sido conhecido que apesar da maior acalmia nos mercados financeiros, os investidores continuam a aumentar as apostas no ouro. Apenas nas últimas 11 semanas os investidores aplicaram 13,4 mil milhões de dólares em activos de ouro, segundo números do Bank of America Merrill Lynch, citados pela CNN Money. Trata-se do maior ciclo de entrada de investimento semanal no metal desde a crise financeira.

Destaques do dia

Isabel dos Santos e CaixaBank voltam a negociar no BPI. A empresária angolana e o grupo catalão vão voltar a negociar os termos do seu divórcio no BPI. Ruptura anunciada pelo CaixaBank define limite para as conversações. Isabel dos Santos mostra sinais de que está disposta a contemporizar.

Carlos Costa assume pelouro de António Varela no Banco de Portugal. O governador deverá ficar temporariamente com a supervisão prudencial, um pelouro deixado vago no início do mês com a saída de António Varela do executivo do regulador.

Apollo chega a acordo para comprar Açoreana. Mais um passo dado na venda da companhia de seguros que pertencia ao Banif. O acordo de venda foi feito. Agora tem de ser analisado pelos reguladores.

Marcelo dá luz verde ao Orçamento para 2016
O primeiro Orçamento do Estado aprovado com os votos de toda a esquerda e o primeiro a ser apreciado por Marcelo Rebelo de Sousa recebeu luz verde do novo Presidente da República.

Clientes de banda larga fixa crescem 9,5% em 2015. As receitas do serviço de banda larga fixa aumentaram 26,5% para 1,5 mil milhões de euros no ano passado. A Meo continua a liderar o segmento, seguindo-se a Nos e a Vodafone.

O que vai acontecer amanhã

Zona Euro

Divulgação dos dados sobre a evolução da massa monetária (M3), em Fevereiro.

EUA

Publicação do índice S&P/Case-Shiller de preços na habitação, relativo a Janeiro.

Divulgação do índice de confiança dos consumidores, relativo a Março.

Ver comentários
Saber mais Ouro EUA Páscoa Reserva Federal dos EUA Bloomberg IHS Global Insight Rússia OPEP Irão Líbia Doha America Merrill Isabel dos Santos
Mais lidas
Outras Notícias