Energias Renováveis 2018 Ensino superior dá lições no domínio das renováveis

Ensino superior dá lições no domínio das renováveis

Pós-graduação em Engenharia e Gestão de Energias Renováveis (EGER) dirige-se a quadros de empresas, académicos e estudantes.
Ensino superior dá lições no domínio das renováveis

O ensino superior está atento à importância das energias renováveis em Portugal e tem oferta formativa nesta área. Um dos vários exemplos desta realidade está no Instituto Superior de Engenharia de Lisboa (ISEL) e na sua pós-graduação em Engenharia e Gestão de Energias Renováveis (EGER). Esta pós-graduação tem um plano curricular abrangente, aliado a um corpo docente altamente qualificado do ponto de vista académico e profissional. Os seus objectivos passam por "oferecer uma oportunidade para formação avançada no domínio das energias renováveis e desenvolvimento de competências nos domínios tecnológicos das energias renováveis e da economia e gestão da energia e do ambiente", explica Cristina Camus, coordenadora da EGER.

 

Este curso dirige-se a quadros de empresas com actividade no domínio das energias renováveis, académicos com interesse em adquirir conhecimentos aplicados e estudantes com conclusão recente de licenciatura ou mestrado que pretendam desenvolver actividade profissional na área das energias renováveis. No entanto, recorda Cristina Camus, exige-se que "os mesmos sejam detentores do grau de licenciado ou equivalente nas áreas de Engenharia, Economia, Gestão, Ciências ou afins por instituição de ensino superior".

 

Questionada sobre quais as vantagens desta pós-graduação, responde que se trata de um curso "concentrado, muito específico e pós-laboral na área das energias renováveis".

 

Ao pedido de balanço, Cristina Camus refere que esta pós-graduação tem 25 vagas e tem tido uma procura "equivalente" às vagas disponíveis. "Desde o ano lectivo de 2014/15, inscrevem-se em média 23 alunos e terminam cerca de 18. As desistências devem-se basicamente a dois factores: exigência elevada do curso e mudança profissional, que obriga a uma deslocalização para fora de Lisboa. Todavia, existe bastante concorrência com mestrados em energias renováveis na UNL-FCT e na FC, para exemplificar alguns cursos disponíveis na zona de Lisboa", afirma.




pub