Outros sites Cofina
Negocios em rede
Mais informações

C•Studio é a marca que representa a área de Conteúdos Patrocinados do universo Cofina.
Aqui as marcas podem contar as suas histórias e experiências.

Notícia

Já são conhecidos os finalistas dos Portugal Digital Awards 2022

A 7ª edição desta iniciativa da Axians e da IDC recebeu quase 300 candidaturas, resultando em 42 projetos finalistas.

23 de Novembro de 2022 às 11:11
Já são conhecidos os projetos finalistas dos Portugal Digital Awards 2022, que, este ano, contaram com cerca de 300 candidaturas. Os 42 projetos, hoje divulgados, surgem após uma cuidada seleção das várias propostas a concurso. Todos os anos, a equipa de research da IDC se depara com um aumento da qualidade dos projetos a concurso, numa clara evidência de mais e melhor transformação digital no seio das organizações.

Best Manufacturing Project
No segmento da indústria, contam-se três projetos finalistas, o primeiro dos quais apresentado pelo Grupo Mota-Engil para a área da construção civil. O Go-Lab compreende a idealização e desenvolvimento de uma nova solução global para gestão de laboratórios.

Já o projeto da SECIL - App Pedreiras - é uma aplicação que permite aos clientes das pedreiras do grupo entrarem nas instalações autonomamente, carregar os agregados que necessitam e sair depois da pesagem dos seus camiões.

Finalmente, o projeto OMC (Operação, Manutenção e Conservação), da Ascendi Inovação e Gestão de Infraestruturas é um programa que visa a gestão integrada do ciclo de vida dos ativos rodoviários, operação e manutenção corrente das autoestradas e garantia dos níveis de qualidade definidos.

Best Energy & Utilities Project
A E-Redes tem dois projetos finalistas este ano, para a categoria de energia e utilities: o Analytics4Vegetation e o Gridrone. O primeiro auxilia na deteção de situações em incumprimento e ainda na sua prevenção, pelo recurso à inteligência artificial.

Já o Gridone assume-se como uma alternativa ao uso do helicóptero para a inspeção da rede aérea que passa a recorrer a imagens processadas por algoritmo de Computer Vision; a uma forma termográfica por via da qual se detetam situações de sobreaquecimento; e LiDAR, em que os dados recolhidos são usados para uma reconstrução 3D da rede elétrica e envolvente.

Já o projeto Electric Dots, da EDP, suporta o processo de tomada de decisão sobre os locais de instalação de novos pontos de carregamento de veículos elétricos. Do Norte do país chega o Barragens na Palma da Mão, que integra o desenvolvimento de mais inteligência através de novas formas de gestão operacional e digital dentro da Águas do Norte.
Finalmente, a Greenvolt Comunidades dá a conhecer o Energia Unida, um trabalho que tem como missão a criação e gestão de Comunidades de Energia, de forma a assegurar energia limpa e mais barata.

Best Retail & Distribution Project
Entramos no mundo da gamificação com o projeto da MC Sonae BIT: o Gamification é a primeira mecânica do género na App Cartão Continente. A MC Sonae BIT traz ainda o Better Together, uma plataforma mobile, integrada e agregadora de ferramentas e recursos internos que visa otimizar a experiência digital dos colaboradores.

O myWorten Onbording é o projeto da Worten Portugal que promove a mesma experiência a todos os colaboradores Worten desde o seu primeiro dia na empresa. O Grupo Salvador Caetano apresentou o projeto UCAS (Used Cars Analytics System), um novo sistema que consolida todos os dados do negócio de usados nas diferentes dimensões (online e física), com o uso de serviços cloud e conceito de big data.

Best Government Project
No âmbito da Administração Pública, são vários os projetos finalistas, representando um importante processo de transformação digital em curso. Assim, a Agência para o Desenvolvimento e Coesão desenvolveu o Balcão dos Fundos e Linha dos Fundos que aporta a construção e mobilização de um ponto único de acesso a serviços digitais.

Já a Autoridade Tributária e Aduaneira apresentou o projeto de verificação da condição de insuficiência económica que visa automatizar a determinação desta condição através da informação residente na AT.

Da Associação Porto Digital são finalistas dois projetos distintos: o Explore.Porto e o Cartão Porto. O primeiro é um serviço que fornece dados em tempo real, através de uma plataforma digital, ancorada em cerca de 1.000 beacons colocados na cidade. Já o Cartão Porto destina-se a identificar os residentes da cidade e oferecer-lhes uma utilização privilegiada dos serviços do município.

O Acelerador de Contratação do IRN é outro dos finalistas, assumindo-se como um novo método de preparar documentos para os procedimentos de contratação pública por via tecnológica. Já o Mosaico da Agência para a Modernização Administrativa não é mais do que um modelo comum de desenho e desenvolvimentos de serviços públicos digitais.

Finalmente, o projeto de Renovação Automática do Cartão de Cidadão, do Instituto dos Registos e do Notariado, toca todos os cidadãos nacionais permitindo uma renovação mais cómoda deste documento e sem necessidade de deslocações aos serviços. A AMA assegura ainda o projeto Atendimento por Videochamada que permite ao cidadão realizar serviços, disponíveis no portal de serviços públicos, com a ajuda de um operador.

Best Banking Project
A banca é um dos setores com maior desenvolvimento digital, uma realidade bem patente nos projetos finalistas do Portugal Digital Awards. Assim a Cofidis Portugal apresenta o CofidisPay que visa a criação de um ecossistema digital, a ligar clientes, parceiros e a própria empresa. Já o iziBizi, do Millennium BCP, é um Programa de Faturação e Gestão com Conta Bancária que funde o software de faturação e gestão Cloudware Business com API de serviços financeiros e de open banking.

Também apresentado pelo Millennium BCP, o projeto Accolade DS é um ecossistema interno de bibliotecas que permite aos designers e developers a partilha de estruturas modelares. O Buy Now Pay Later é o terceiro projeto finalista do Millennium BCP que permite aos seus clientes fazer compras com o cartão de crédito e parcelar o pagamento à medida.

O BPI tem a concurso a App BPI Broker, um serviço de corretagem digital otimizado para dispositivos móveis iOS e Android, enquanto o Caixa Lab, da Caixa Geral de Depósitos, é um ecossistema dinâmico, que promove a criatividade e inovação. Mas a Caixa Geral dos Depósitos traz ainda o projeto IA no Contact Center, uma aposta em soluções com suporte em inteligência artificial e com capacidade para interpretar e entender a semântica do discurso humano.

Finalmente, o Ecossistema Digital, do Banco CTT é um projeto que visa transformar a forma como o banco cria experiências de cliente e desenvolve a sua experiência digital.

Best Healthcare Project
No setor da saúde, a transformação digital é condição essencial e os projetos finalistas representam alguns dos muitos a concurso. Assim os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS) trazem a App SNS24 que permite ao cidadão aceder, através do telemóvel, ao seu boletim de vacinas, receitas e exames, além de vários outros serviços disponíveis como marcação de consultas. Por seu lado, a App Telemonit SNS24, também do SPMS garante a telemonitorização dos utentes com determinadas patologias de forma a proporcionar o acompanhamento clínico no domicílio.

Outro projeto finalista dos SPMS é o Exames Sem Papel, que, como o nome indica, visa desmaterializar os processos de requisição, partilha de resultados e faturação de meios complementares de diagnóstico e terapêutica.

Já o Grupo Lusíadas Saúde trouxe o LUSI, um assistente digital que efetua automaticamente e em total autonomia a marcação de consultas e exames ao cliente, sempre suportado em inteligência artificial, para interação de voz e escrita.

Best Insurance Project
O setor segurador diz igualmente presente nesta edição do Portugal Digital Awards desde logo por via do FIXO, uma plataforma da Fidelidade que reúne uma panóplia de serviços num só lugar. Já a Generali Seguros traz o seu ecossistema Digital, composto por ferramentas e processos totalmente interligados e combinando de forma "seamless" as ferramentas digitais e o fator humano.

O projeto finalista do Grupo Ageas Portugal é o FlexNow, uma aplicação que teve como missão principal o agendamento de dias de flex-work por parte dos colaboradores Ageas. A App Auto Digital da Viadirecta - OK! Teleseguros é outra iniciativa em destaque e que permite que o cliente realize ele próprio a vistoria do seu veículo. Finalmente, estão ainda entre os projetos finalistas, o Fidelidade Drive, que, com base nos dados recolhidos, fornece dicas de poupança de combustível, e promove a segurança rodoviária através de desafios de condução, e o Tratamento Automático dos Sinistros Automóvel, ambos da Fidelidade.

Best Digital Transformation Ideia
Entre as startups finalistas contam-se a SheerME com um projeto que liga as pessoas a todos os serviços de bem-estar e beleza por georreferenciação; a NAU21 - Software for the future com o SIS^1 (Smart Insurance system), desenvolvido em blockchain e machine learning; e a Growappy que apresentou uma plataforma digital completa para a educação. Destaque ainda para a Follow Inspiration, startup tecnológica focada no desenvolvimento de robótica.
Mais notícias