Outros sites Cofina
Notícia

Crédito Agrícola premeia inovação no setor agrícola

Todos os anos, a instituição distingue os projetos mais inovadores, reforçando o seu empenho e contributo para a modernização agrícola.

16 de Dezembro de 2019 às 17:43
  • ...
"A aposta na inovação é a reafirmação da capacidade científica e tecnológica gerada em Portugal nos últimos anos." A certeza foi deixada pelo secretário de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, Nuno Russo, durante a recente cerimónia de entrega do Prémio de Empreendedorismo e Inovação Crédito Agrícola 2019.

Numa altura em que a agricultura nacional mostra claros sinais de saúde e vitalidade e em que se sucedem muitos e bons projetos de investigação e modernização tecnológica do setor, o Crédito Agrícola voltou a distinguir os melhores de entre os melhores. A sexta edição do Prémio Empreendedorismo e Inovação contou com a participação de Nuno Russo, que fez questão de lembrar a importância da iniciativa sublinhando que "empreendedorismo e inovação são dois princípios basilares neste setor", pelo que deixou os parabéns a "todos os que não desistem de procurar novas formas de fazer agricultura".

Sempre na senda de grandes objetivos e metas alcançadas, o governante assegura que Portugal vai continuar "a trilhar este mesmo caminho da inovação, em parceria com os 21 Centros de Competências, num trabalho que deve ser sempre desenvolvido em rede". E, quando as alterações climáticas são tema central de discussão, Nuno Russo recorda que "optar pela direção mais acertada só depende da nossa capacidade de inovar, assegurando ao mesmo tempo que as alterações tecnológicas chegam a todos para que as TIC possam exercer o seu papel numa agricultura melhor".

O secretário de Estado terminou a intervenção recordando que "o nosso país é responsável por produtos únicos na agricultura, setor em que a tecnologia, a digitalização e o reconhecimento são fundamentais para o reforço do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido e a sua abrangência a todos os níveis".

Mais próximo de cada cliente
Com o cliente sempre no centro das suas atenções, o Crédito Agrícola procura uma melhoria contínua dos seus serviços e garante uma resposta cada vez mais eficaz e assertiva às necessidades e anseios de cada um. Daí a importância destas distinções, como fez questão de lembrar Licínio Pina, presidente da instituição: "No Crédito Agrícola preocupam-nos as necessidades dos nossos clientes pelo que temos obrigação de lhes dar oportunidade e ferramentas para trabalharem melhor, investigarem mais e produzirem."

É enquadrado neste prisma que surge o Prémio Empreendedorismo e Inovação Crédito Agrícola "que premeia bons projetos". Mas a responsabilidade social do Crédito Agrícola vai muito além desta área já que a instituição tem igualmente uma forte consciência ambiental suportada na necessidade de sustentabilidade. "Procuramos, neste caso, fazer a ligação entre o banco e o setor agrícola, através da promoção de formas de produção melhoradas".

E, na realidade, cada um dos projetos apresentados a concurso surpreendeu pela inovação que traz ao setor, pelo dinamismo das equipas de trabalho e pelas melhorias ambientais e de sustentabilidade que suporta. Licínio Pina fez questão de lembrar, por exemplo, que, "embora sendo também produtor de castanha, desconhecia as mais-valias que a flor do castanheiro poderia ter", numa alusão a um dos projetos distinguidos este ano.
Em 2019, foram cinco as categorias no setor da investigação e inovação agrícola a concurso, além de ter sido ainda atribuído o BfK Award, em parceria com a Agência Nacional de Inovação.

Na categoria "Produção, Transformação e Comercialização", o projeto ChestWine levou para casa o prémio, enquanto no "Desenvolvimento Rural" a distinção foi para o Forest Supervisor. No âmbito da categoria "Inovação em Parceria: Grupos Operacionais" o vencedor foi o Waste2Value e o "Jovem Empresário Rural" chegou da Madeira com Igor Fernandes a apresentar o projeto Phytoalgae. Houve ainda lugar a um "Reconhecimento Especial para Associado do CA" que coube ao projeto Arouca Agrícola enquanto a distinção "Born from Knowledge" foi, igualmente, para a ChestWine do Instituto Politécnico de Bragança.

No final, o grande vencedor acabou por ser, efetivamente, o setor agrícola e os seus stakeholders que, com a ajuda do Crédito Agrícola, terão oportunidade de beneficiar de ainda mais e melhor tecnologia e inovação.
Mais notícias