Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião
João Quadros - Argumentista 26 de Outubro de 2012 às 12:41

O Meu Tio da Alemanha*

Marcelo Rebelo de Sousa anunciou, na sua homilia na TVI, que, "já que o Governo não pode", ele próprio vai lançar uma iniciativa que consiste em fazer "um filme do mesmo género" que a Câmara de Cascais fez para responder aos finlandeses, para passar nas televisões alemães, como publicidade paga, na véspera das eleições do pais de Angela Merkel.

Marcelo Rebelo de Sousa anunciou, na sua homilia na TVI, que, "já que o Governo não pode", ele próprio vai lançar uma iniciativa que consiste em fazer "um filme do mesmo género" que a Câmara de Cascais fez para responder aos finlandeses, para passar nas televisões alemães, como publicidade paga, na véspera das eleições do pais de Angela Merkel.

Para começar, o governo "não poder" não faz sentido. Poder, pode. O Relvas é que ainda não se lembrou disso. Mas, se fosse feito pelo governo, não passava na véspera das eleições alemãs. Passava durante o tempo de antena da Ângela Merkel. E não era preciso gastar dinheiro. Porque, quando o conselheiro de estado diz que seria publicidade paga, seria paga por quem? Não há subsídios para o cinema, a Real Casa de Bragança está a precisar desse dinheiro para arranjar o telhado e já acabou a época balnear em Cascais. Quem paga? Façam filmes para alemães sem saber quem vai pagar e vão ver o público que vão ter. Isto está tudo muito mal explicado.

Marcelo diz que quer divulgar a situação de Portugal "junto, principalmente, do povo alemão que tem uma ideia péssima dos portugueses." Que temos nós a ver com a ideia que os alemães têm de nós?! Eu também tenho péssima ideia dos alemães e se for ver um filme feito pelo Marcelo alemão tenho a certeza que vai apenas servir para acentuar a ideia.

Alguém acredita que se, em 1938, os judeus tivessem feito um filme a explicar o que era o judaísmo, tinham evitado o holocausto? Nem que fosse com o ET o demoviam. Os alemães são teimosos. Ou não são? Não sei. A maior parte das ideias que temos sobre os outros povos são baseadas em estereótipos. Por exemplo, eu tenho bem enraizada a ideia que filmes para alemães têm de ter: mulheres de seios grandes, canecas de cerveja, homens de calções, vacas e moscas. Há sempre moscas nos filmes pornográficos alemães. Talvez porque grande parte das cenas é ao pé de palha. Nem sabia que havia tanta mosca nos Alpes, que é tão acima do nível do mar. Está o leitor a pensar como é que eu sei isto? RTL e pais fora de casa, há muitos anos.

Do filme de Marcelo Rebelo de Sousa espero suspense como só ele sabe fazer - Valha-nos Deus, vamos sair do euro!!! Espera, afinal era um gato, e vários flash-back para enganar o espectador. Não sei se o Professor Marcelo já tem título para o filme, mas por mim, e dada a temática, e a quem se destina, proponho - A lista de Schauble. Não desejo - boa sorte - porque no teatro e no cinema dizem que dá azar. O que se costuma utilizar é uma expressão que neste caso é redundante.

Em jeito de final feliz, continuo a pensar que este filme só fazia sentido se a intenção fosse pôr o Professor Marcelo a hipnotizar os alemães e fazer deles o que queremos até o comentador da TVI estalar os dedos. Não sendo assim, é desperdício de dinheiro. Se Marcelo quer explicar aos alemães o que é Portugal, é esperar mais uns meses e enviar-lhes a Aldeia da Roupa Branca ou o Aniki Bobó. W


*"O Meu Tio da América" de Alain Resnais um dos projectos mais ousados da sua carreira: criar um filme a partir das teses do biólogo Henri Laborit sobre o comportamento humano. Laborit dedicava-se à pesquisa laboratorial, interessando-se particularmente pela reacção orgânica à agressão" - o que eu faço para justificar um miserável trocadilho.





Sugestão da semana

1. "Bruxelas insiste que Portugal volte a subir IVA nas fraldas" - muito cocó vem de Bruxelas. Um país que tem como ex-libris um menino nu a fazer chichi não pode dar conselhos sobre fraldas a ninguém.

2. O Record: "Castro reintegrado seis meses depois nos treinos do Moreirense": está mesmo melhor, o Fidel.

3. "O Governo pretende (ou talvez não) baixar o valor mínimo do subsídio mensal de desemprego em 10%" - o governo despediu os desempregados.

4. "PS não conseguiu antecipar a votação do orçamento de estado" - um grande revés para o PS que fica assim com mais tempo para fazer oposição.

5. "Portugal Telecom anima bolsa" - apareceu mascarada de palhaço e fez empresas com balões.

Ver comentários
Mais artigos do Autor
Ver mais
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio