O seis, o oito e o dez

No futebol não há duas opiniões iguais. Esta circunstância é um dos encantos da bola jogada fora das quatro linhas pelos adeptos, sejam eles de clubes ou da selecção.
Jornal de Negócios
pub
Celso Filipe 29 de junho de 2016 às 20:51

A equipa portuguesa tem jogado de forma medíocre, dizem uns. O que importa é ganhar, responde o seleccionador Fernando Santos.


O problema da selecção portuguesa, segundo o adepto que aqui se subscreve é que lhe falta um dez. Temos dois seis acima da média, William Carvalho e Danilo, temos três oitos que dão conta do recado, Adrien, João Moutinho e Renato Sanches, mas não temos um único dez.


Falta a esta selecção um Deco ou um Rui Costa, só para citar dois exemplos mais recentes, jogadores capazes de surpreender o adversário e criar oportunidades de golo para Cristiano Ronaldo, que sendo um sete, está a jogar como um nove.


Quando vejo estes dez de eleição na televisão, a comentar os jogos da selecção, só penso em como tudo seria diferente, para melhor, se eles estivessem em campo.  

pub