Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião por Celso Filipe
Informação sobre o colunista
Celso  Filipe
Diretor-adjunto

Nasceu em 1964 e é atualmente diretor-adjunto do Jornal de Negócios. Frequentou o 4.º ano do curso de Comunicação Social da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Começou a atividade como jornalista em 1986 na revista “África Hoje”, tendo depois transitado para a “África Confidencial”, uma publicação de circulação reservada a assinantes. Como jornalista passou depois pelos semanários “Tempo”, “Semanário” e “Expresso”. Entre 1995 e 2005 esteve no “Diário Económico” onde desempenhou as funções de editor e chefe de redação. Entre 1998 e 1999 colaborou na Rádio Renascença com um comentário semanal sobre assuntos económicos. Em 2006 entrou no Jornal de Negócios como editor da secção de empresas.

Artigos de opinião deste autor

O perigoso jogo do faz de conta

22.09.2022

Esta farsa persistente é o principal motivo para o fortalecimento dos populismos. PS e PSD, sobretudo, insistem em manter estratégias discursivas bafientas e esperam obter resultados diferentes, o que, convenha-se, é uma impossibilidade.

Fatalidade geográfica

18.09.2022

Portugal fugiu às amarras geográficas e fez-se economicamente grande com a epopeia interesseira dos Descobrimentos. Nos tempos de hoje, a libertação das limitações impostas pelas fronteiras físicas encontra-se no setor terciário e na prestação de serviços.

A China no seu labirinto

13.09.2022

A aproximação da China à Rússia, na sequência da guerra da Ucrânia, embaratece o custo da energia, mas afasta o país da União Europeia (UE).

O exército com pés de barro

12.09.2022

O Exército russo serve os propósitos de garantir que Putin se perpetue no poder. Em troca desta fidelidade, os generais tornaram-se em homens mimados pela riqueza esquecidos dos segredos da arte da guerra.

A inevitável recessão

04.09.2022

O que está em causa vai muito além da economia. A guerra com a Rússia joga-se neste tabuleiro e o inverno determinará o vencedor.

A obrigação de Costa

01.09.2022

O primeiro-ministro tem de ir mais além. Não basta a António Costa elencar as medidas com as quais se pretende combater a inflação e minorar os efeitos da austeridade que inevitavelmente se irá abater sobre as empresas e as famílias.

Gorbatchov fez sonhar

31.08.2022

Existe alguma triste ironia na circunstância de o pai da “perestroika” ter deixado o mundo dos vivos num momento em que a Rússia está cada vez mais isolada.

Temido em lume brando

30.08.2022

Se a ministra, nas palavras da própria, “deixou de ter condições para se manter no cargo”, carece de lógica forçá-la a participar na aprovação de um Estatuto do SNS que já não irá colocar no terreno.

Paciência para vencer Putin

29.08.2022

Obviamente, Putin nunca poderia admitir dificuldades. No ponto em que se encontra, precisa de exibir força e convicção, tanto para consumo interno como externo.

O Chega pode estar a partir

28.08.2022

Para partidos sem substrato ideológico, o grande desafio está em manter a sua coesão, na medida em que as causas que defende são heterogéneas e amiúde conflituantes.

O destino de Angola

24.08.2022

Ganhe o MPLA ou a UNITA, a mudança iniciada em Angola é imparável.

Ver Mais
Mais lidas
Publicidade
pub
pub
pub
pub
Publicidade
C•Studio