Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião por Celso Filipe
Informação sobre o colunista
Celso  Filipe
Diretor-adjunto

Nasceu em 1964 e é atualmente diretor-adjunto do Jornal de Negócios. Frequentou o 4.º ano do curso de Comunicação Social da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Começou a atividade como jornalista em 1986 na revista “África Hoje”, tendo depois transitado para a “África Confidencial”, uma publicação de circulação reservada a assinantes. Como jornalista passou depois pelos semanários “Tempo”, “Semanário” e “Expresso”. Entre 1995 e 2005 esteve no “Diário Económico” onde desempenhou as funções de editor e chefe de redação. Entre 1998 e 1999 colaborou na Rádio Renascença com um comentário semanal sobre assuntos económicos. Em 2006 entrou no Jornal de Negócios como editor da secção de empresas.

Artigos de opinião deste autor

A deceção democrática

08.06.2021

A democracia é um modelo, mas a sua adequação à prática depende de inúmeros fatores. É normal que cada um se sinta dececionado, na medida em que o exercício da democracia não corresponde, com exatidão, à nossa visão para o país e o mundo. Aliás, trata-se de uma impossibilidade.

Travessa dos Inglesinhos

06.06.2021

Boris Johnson, que há umas semanas era o símbolo da mais velha aliança, é agora um “ladrão”. A responsabilidade é nossa, que ficcionamos bolhas e fazemos tudo para agradar aos outros, como uma final da Liga dos Campeões.

O paciente europeu

03.06.2021

O pressuposto de Bruxelas de regresso às regras orçamentais daqui a dois anos, ainda sem conhecer os efeitos que a bazuca irá produzir, em cada país e na União Europeia como um todo, fragiliza os países mais vulneráveis e é meio caminho andado para um aprofundamento das desigualdades.

A bota e a perdigota

31.05.2021

O primeiro-ministro não pode falar placidamente do que “não correu bem” no Porto e considerar o sucedido apenas como um acidente de percurso.

Ser fraco não é uma opção

25.05.2021

O ato de pirataria aérea protagonizado pela Bielorrússia tem de ser sancionado duramente. O desvio de um avião da Ryanair com o intuito de prender um opositor ao regime é uma escolha que revela a natureza ditatorial de Alexander Lukashenko e constitui um grave atentado ao bem mais precioso de toda a humanidade, a liberdade.

A quente e a frio

23.05.2021

Uma economia saudável necessita que todos os seus agentes atuem de forma transparente. Os biombos que o BES criou, atrás dos quais se esconderam estes devedores, fizerem mal ao país. Agora, é preciso seguir em frente sem esquecer o passado.

De Paris a Bissau

19.05.2021

A deslocação de Marcelo Rebelo de Sousa à Guiné-Bissau foi vista com bastantes reservas. Os partidos da oposição, nomeadamente o PAIGC, consideraram que a visita legitimou o “regime autoritário” de Umaro Sissoco Embaló, e em Portugal evocaram-se os seus antecedentes questionáveis. A realidade é bem mais complexa.

O Rio corre para o mar

17.05.2021

O sarcasmo é sempre uma boa arma, sobretudo em política, quando se trata de encontrar uma escapatória para um tema incómodo. Foi isso que fez Rui Rio. Compreensivelmente. E curiosamente no mesmo dia em que Alberto João Jardim assinou, no Jornal da Madeira, um artigo no qual sustenta que o PSD nacional tem de “acordar”, “mudar já” e “não esperar pelos resultados das eleições autárquicas”.

O futebol da batata quente

13.05.2021

O que aconteceu foi visto por todos. Uma multidão descontrolada, um risco sanitário enorme e uma polícia que agiu, não de forma preventiva, mas forçada pelos desacatos, também eles uma inevitabilidade. A festa, que terá sido bonita e merecida para todos os adeptos sportinguistas, constitui também o retrato fiel de um problema estruturante e transversal do país que radica no poder excessivo dos clubes e conta com a passividade de quem o devia contrariar.

Consequência da política

11.05.2021

As consequências são o resultado de ações e as que têm sido protagonizadas pelo ministro da Administração Interna revelam um enorme grau de desnorte.

O que fazer com o novo dinheiro

09.05.2021

Aquilo que era para ser uma transição prolongada e suave transformou-se numa revolução, rápida e em alguns casos dolorosa.

Ver Mais
Mais lidas
Publicidade
pub
pub
pub
Publicidade
C•Studio