Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião por Celso Filipe
Informação sobre o colunista
Celso  Filipe
Diretor-adjunto

Nasceu em 1964 e é atualmente diretor-adjunto do Jornal de Negócios. Frequentou o 4.º ano do curso de Comunicação Social da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Começou a atividade como jornalista em 1986 na revista “África Hoje”, tendo depois transitado para a “África Confidencial”, uma publicação de circulação reservada a assinantes. Como jornalista passou depois pelos semanários “Tempo”, “Semanário” e “Expresso”. Entre 1995 e 2005 esteve no “Diário Económico” onde desempenhou as funções de editor e chefe de redação. Entre 1998 e 1999 colaborou na Rádio Renascença com um comentário semanal sobre assuntos económicos. Em 2006 entrou no Jornal de Negócios como editor da secção de empresas.

Artigos de opinião deste autor

A nova rota da China

22.09.2021

O governo chinês não pode dar o mau exemplo de salvar o Evergrande e pode até usar a gigante imobiliária como exemplo punitivo para outras empresas do setor que inundaram o mercado com uma oferta muito acima das necessidades. O que fica patente é a necessidade de a China alterar o seu modelo de desenvolvimento.

Sem defesa não há União

15.09.2021

O discurso de Ursula von der Leyen teve uma dimensão menos mediática numa área fundamental para a afirmação da UE, a da defesa. Por isso, é de louvar a frontalidade da presidente da CE, materializada na constatação: “Carecemos de uma União Europeia da Defesa.”

A Europa sem Merkel

13.09.2021

A União Europeia precisa de uma Alemanha que se recomponha com rapidez da sensação de orfandade criada pela partida de Merkel, cuja influência internacional tem sido determinante para manter o bloco europeu relativamente coeso.

Bons, maus e Bolsonaro

08.09.2021

Bolsonaro, que foi eleito através do voto popular, diz agora que só Deus o poderá tirar de Brasília. Ou seja, para ele, o exercício da presidência resultará de uma missão que lhe foi atribuída por uma entidade superior e da qual só abdicará se receber um sinal divino nesse sentido. Trata-se de um comportamento irresponsável que se traduz num aliciante convite à violência.

O sexo e a política

07.09.2021

No fundo, para muitos políticos e uma certa corte que gira à sua volta, o segredo sobre a sexualidade de um qualquer protagonista é importante porque lhes confere o poder de quem está na posse de um segredo e pode utilizá-lo a qualquer momento.

O dia em que o mundo mudou

05.09.2021

O 11 de setembro alterou a política mundial, como o atesta o ressurgimento da China e da Rússia, mudou muitos negócios, sendo o setor da aviação o caso mais evidente, e cavou um enorme fosso civilizacional.

Ursula maior

02.09.2021

A realidade que emergiu da pandemia reforçou os poderes da presidente da Comissão Europeia e confere-lhe uma legitimidade acrescida para escrutinar os governos.

Treinos livres

01.09.2021

Nesta rentrée, Carlos César desilude porque apresenta o mesmo carro (ou mota) do ano passado e a única inovação discursiva que é introduzida, o Plano de Recuperação e Resiliência, resulta de uma estratégia delineada para toda a União Europeia a partir de Bruxelas.

Grandes bolhas

31.08.2021

As bolhas percorrem a história dos mercados e dos investimentos e só diferem pelas proporções que atingem quando rebentam.

Pontapé no “cluster”

30.08.2021

Há duas décadas, Michael Porter identificou o futebol como um dos "clusters" para Portugal. O estudo da FIFA agora divulgado mostra que tinha razão: Portugal foi o país que mais lucros obteve com a transferência de jogadores em 10 anos.

A nova chave da direita

29.08.2021

É previsível que o pós-autárquicas seja marcado por dois movimentos: uma disputa interna no PSD e uma negociação dura do Governo com PCP, BE e PAN para conseguir a aprovação do Orçamento do Estado para o próximo ano.

Ver Mais
Mais lidas
Publicidade
pub
pub
pub
pub
Publicidade
C•Studio