Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Acções da maior corretora de derivados afundam mais de 30%  

A TP ICAP despediu o CEO e emitiu um alerta sobre os resultados. As acções reagiram em forte queda.

No dia 9 de Fevereiro, a Europa acordou em sobressalto. Os mercados bolsistas estavam a 'derreter' e a fuga de capitais para os refúgios - ouro e dívida alemã - dava sinais de que o caso era sério. No final do dia, os piores cenários confirmaram. O índice bolsista de banca perdeu quase 30%, as quedas da bolsa oscilavam entre os 18,5% de Frankfurt e os quase 40% de Atenas, com os índices a regressarem à década de 90. O receio em torno da fragilidade financeira da Europa, com o Deutsche Bank à cabeça, assustou muita gente. Dois dias depois, a tempestade desapareceu do mapa.
Bloomberg
Negócios jng@negocios.pt 10 de Julho de 2018 às 12:47
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As acções da TP ICAP estão a afundar na bolsa de Londres depois da maior corretora de derivados do mundo ter anunciado que os resultados vão ficar abaixo do esperado pelos analistas.

Os títulos da TP ICAP afundaram 33% para 282,2 pence, o que de acordo com a Bloomberg representa a descida diária mais acentuada da última década e traduz uma perda de valor de mercado de 1,6 mil milhões de libras.

Em consequência do mau desempenho financeiro da empresa, o CEO John Phizackerley foi demitido, sendo substituído internamente por Nicolas Breteu.

"Ficou claro que era necessária uma mudança na liderança para executar o nosso plano de crescimento a médio e longo prazo e o processo de integração", afirmou o chairman da empresa.

O aumento dos custos com a regulação e o insucesso com a aquisição da Tullett Prebon há dois anos justificam os resultados abaixo do esperado da corretora que opera em 24 países.

Saber mais TP ICAP John Phizackerley
Outras Notícias