Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Citroën Berlingo renovado

Aparência exterior retocada, motores BlueHDi e dois novos níveis de equipamento na versão de passageiros, denominada Multispace, são algumas das novidades do Citroën Berlingo.

Adriano Oliveira aoliveira@netcabo.pt 11 de Julho de 2015 às 10:03
  • Partilhar artigo
  • ...
Características

€28.770

Berlingo Multispace 1.6 BlueHDi 120 nível XTR

Motor: gasóleo, 4 cil. em linha, 8 válvulas, turbo de geometria variável, 'common-rail', start/stop
Cilindrada: 1.560cc
Potência: 120cv às 3.500rpm
Binário: 300Nm às 1.750rpm
Velocidade máxima: 176km/h
Aceleração máx.: 11,4s 0-100km/h
Transmissão: manual 6 velocidades
Consumo misto: 4,4l/100km
Consumo urbano: 4,9l/100km
Cons. extra-urbano: 4,2l/100km
Emissões CO2: 115g/km (Euro VI)


O Citroën Berlingo recebeu ligeiras alterações estéticas exteriores. Novo pára-choques dianteiro, faróis diurnos em LED e uma grelha de barras conferem-lhe um visual diferente e mais moderno.

No interior, a intervenção foi um pouco mais profunda. A marca apostou em novos revestimentos e tecnologias. O destaque vai para o ecrã táctil de 7 polegadas, de série consoante o nível de equipamento, através do qual é possível aceder, por exemplo, à navegação, com vista da cartografia em perspectiva e aos limites de velocidade, ou explorar aplicações do smartphone, através do sistema Mirror Screen, de maneira segura e adaptada à condução.

Com estas novas tecnologias e equipamentos, não obstante alguns só estarem disponíveis mais para o final do ano, o Citroën Berlingo começa a ombrear com modelos de topo de gama. Exemplo disso são os faróis de acendimento automático, a ajuda ao arranque em subidas e ao estacionamento, o controlo e limitador de velocidade, a câmara traseira, etc.

Mas sendo um veículo com uma componente de utilização citadina, em particular na versão furgão, destinada a profissionais, a partir de Novembro o Berlingo incluirá no seu equipamento o sistema de travagem automática de urgência, denominado Active City Brake.

Na variante de passageiros, a Multispace, mais vocacionada para deslocações de lazer, um dos pontos fortes é a modularidade e a funcionalidade interiores, agora reforçadas, na segunda fila, com três bancos independentes e removíveis.

Por outro lado, os 675 litros de capacidade da bagageira podem elevar-se a uns impressionantes 3.000 litros com a segunda fila de bancos rebatida, acentuando-se o lado prático com o Modutop, que mais não é do que um conjunto de compartimentos situados na zona do tecto e onde podem ser guardados os mais variados objectos, até 170 litros de volume.

Novidades há também nos motores, agora mais eficientes, em parte graças à tecnologia Start&Stop. O destaque vai, naturalmente, para a versão Multispace equipada com o novo turbodiesel 1.6 BlueHDi, de 100 e 120cv, associado a caixas de cinco e seis velocidades, respectivamente. O furgão é proposto apenas com o turbodiesel 1.6 HDi, de 75, 90 e 115cv.

No mercado nacional, a gama do Berlingo Multispace articula-se em torno dos dois turbodiesel e três níveis de equipamento com preços que variam entre os €25.015 e os €28.770.

A variante comercial tem mais opções: dois comprimentos de carroçaria, três turbodiesel e outros tantos níveis de equipamento. Os preços oscilam entre €18.110 e €21.870. Mais tarde haverá uma versão eléctrica de 67cv e 170km de autonomia.


Negócios em Aix-en-Provence, a convite da Citroën

Ver comentários
Outras Notícias