Ambiente Seca põe em risco abastecimento de energia da Europa no Inverno

Seca põe em risco abastecimento de energia da Europa no Inverno

O clima seco, e não a ameaça de frio, é o que está a assustar as operadoras de gás natural e electricidade da Europa neste Inverno boreal.
Seca põe em risco abastecimento de energia da Europa no Inverno
Bloomberg
Bloomberg 17 de novembro de 2018 às 20:00

Uma área de alta pressão prevista no norte e no centro da Europa, semelhante ao padrão meteorológico que provocou temperaturas recorde no Verão do Hemisfério Norte, vai travar o vento e a chuva na região este mês. Os baixos níveis dos rios já obrigaram a Électricité de France a reduzir a produção em algumas unidades nucleares e estão a reduzir o abastecimento de carvão para centrais eléctricas na Alemanha.

 

"Não estamos a conseguir levar para as centrais eléctricas a quantidade de carvão que gostaríamos", afirmou Tom Glover, director comercial da RWE Supply & Trading, uma unidade da maior produtora de electricidade da Alemanha. "Estamos a ver menos horas de funcionamento para as centrais de carvão que ficam nestes rios", salientou, sem especificar mais porque os detalhes são comercialmente confidenciais.

 

Normalmente, o maior risco para os preços no Inverno são as ondas de frio, que aumentam a procura por aquecimento. Mas o clima seco pode diminuir a produção das centrais eléctricas por reduzir a água disponível, normalmente recolhida num rio próximo. A Europa enfrentou um problema semelhante durante uma onda de calor em Julho, o que ajudou a elevar os preços da electricidade em França e na Alemanha para o valor mais alto numa década para aquela época do ano.

 

Existe uma possibilidade de que a área de alta pressão, que se concentrará na Europa Central e na Escandinávia este mês, dure até Dezembro, o que prolongaria a seca, de acordo com Giacomo Masato, analista e meteorologista da Marex Spectron Group em Londres.

 

A escassez de chuvas poderá fazer baixar os níveis de rios que ainda estão a recuperar da onda de calor no Verão. O tráfego de barcos por Kaub, um gargalo no rio Reno que serpenteia por algumas das principais regiões industriais da Alemanha, hoje é "impossível para a maioria das barcas" devido à descida dos níveis de água, segundo a Riverlake Barging, uma corretora de navios com sede em Roterdão.

 

A Energie Baden-Wuerttemberg, uma empresa alemã de energia eléctrica que opera 7,2 gigawatts de centrais de gás e carvão nos rios Reno e Neckar, normalmente usa barcas para abastecer as suas centrais de carvão. A empresa foi obrigada a abastecer as reservas por comboio, o que aumentou os custos operacionais.

 

Na região nórdica, um dos Verões mais secos e quentes da história fez com que os níveis de abastecimento de energia hidreléctrica tenham dificuldade em recuperar. A água é vital para a produção de electricidade nesta região, já que cerca de metade da sua procura é colmata por energia hidreléctrica.

 

O défice das reservas hidreléctricas é de 6,2 terawatts-hora actualmente e prevê-se que chegará a 10 terawatts-hora dentro de duas semanas, de acordo com dados da Wattsight.

 

(Texto original: Drought Beats Cold as Threat to Europe Power Supply This Winter)