Conjuntura Riqueza das famílias aproxima-se da Europa e atinge máximos desde 2010

Riqueza das famílias aproxima-se da Europa e atinge máximos desde 2010

É uma ligeira recuperação, mas suficiente para aproximar Portugal dos níveis europeus. A riqueza produzida por pessoa continua estagnada mas o bem-estar das famílias atingiu o nível mais alto desde 2010.
Riqueza das famílias aproxima-se da Europa e atinge máximos desde 2010
Bruno Simão/Negócios

Apesar da estagnação do PIB per capita pelo quinto ano consecutivo, o indicador usado para medir a riqueza ou o bem-estar das famílias aproximou-se da Europa, situando-se nos 83% da média europeia no ano passado.

Os dados divulgados esta terça-feira, 19 de Junho, pelo gabinete estatístico europeu revelam uma evolução muito ligeira, de apenas um ponto percentual, que é ainda assim suficiente para colocar este indicador ao nível mais elevado desde 2010, ano em que se situou nos 84%.

Em causa está a Despesa de Consumo Individual per capita, que o INE já definiu como "o indicador mais apropriado para reflectir o bem-estar das famílias".

Já o PIB per capita mede sobretudo o nível de actividade, que não terá sido suficiente para acentuar a convergência com a União Europeia.

As primeiras estimativas do Eurostat para 2017 mostram que o PIB per capita correspondeu no ano passado a 77% da média da União Europeia, o que acontece pelo quinto ano consecutivo.

(Notícia actualizada com mais informação)




pub