Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Aicep assina contratos de investimento de 100,3 milhões de euros

Douro Azul, Royal Óbidos e Santos Barosa comprometem-se a investir mais de 100 milhões de euros, criando 230 postos de trabalho

Negócios negocios@negocios.pt 30 de Agosto de 2012 às 09:56
  • Partilhar artigo
  • 17
  • ...
A Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) assina esta quinta-feira três contratos de investimento, no valor global de 100,3 milhões de euros, que irão criar mais de 230 postos de trabalho, anunciou a entidade presidida por Pedro Reis.

Os contratos de investimento serão assinados com a Douro Azul, a Santos Barosa e a Royal Óbidos.

Na comunicação da Aicep explica-se que os contratos serão firmados no âmbito do regime contratual de investimento por candidatura ao Sistema de Incentivos e Inovação. "Estes três projectos são considerados de grande relevância para a economia nacional, pelo seu impacto macroeconómico, beneficiando dos incentivos financeiros previstos para os grandes projectos de investimento no âmbito daquele sistema de incentivos", avança a Aicep.

De acordo com a Lusa, o projecto da Douro Azul tem como objectivo a consolidação de um segmento de mercado considerado de alto valor acrescentado, através da oferta de serviços aliada à realização de cruzeiros turísticos em barco-hotel, com a valorização e promoção dos recursos endógenos da região duriense.

No caso da Santos Barosa, que explora a maior fábrica ibérica do sector, o investimento visa a construção de um forno, que vai introduzir processos novos nas linhas de produção no fabrico de embalagens de vidro, através de tecnologias avançadas e de investigação & desenvolvimento interno. Em Agosto foi publicado em Diário da República a aprovação por parte do Governo da atribuição de incentivos financeiros ao investimento da Santos Barosa na construção de um novo forno, um projecto avaliado em 31,7 milhões de euros. A manutenção de 550 postos de trabalho directos, o aumento das vendas e prestações de serviços e o crescimento das exportações são as razões apresentadas pelo Governo para aprovar a atribuição de incentivos, cujo valor não foi discriminado.

O projecto de investimento da Royal Óbidos tem como objectivo a construção em Vau, no concelho de Óbidos, de um empreendimento turístico integrado, com um hotel de cinco estrelas, campo de golfe de 18 buracos e um SPA, avança a Lusa.

Em Março, o Conselho de Ministros aprovou as minutas de contratos de investimento da Royal Óbidos, Nestlé Portugal, Santos Barosa, MONLIZ - Produtos Alimentares do Mondego e Liz, Borgstena Textile, Frezite, Arsopi, cujo valor global dos investimentos era de 125 milhões.

A TSF avança esta quinta-feira que estes três contratos que serão hoje assinados têm contrapartidas para as empresas de 30 milhões de euros.
Ver comentários
Saber mais Aicep investimentos Douro Azul Santos Barosa Royal Óbidos
Outras Notícias