Economia Como vai ser o primeiro Conselho de Estado de Marcelo

Como vai ser o primeiro Conselho de Estado de Marcelo

O Conselho de Estado desta quinta-feira é o primeiro desde que Marcelo Rebelo de Sousa tomou posse como Presidente da República. O que se sabe da reunião está aqui.
Como vai ser o primeiro Conselho de Estado de Marcelo
Bruno Simão
Marta Moitinho Oliveira 06 de abril de 2016 às 21:32
A reunião do Conselho de Estado está marcada para as 15 horas. Mas uma hora antes, os membros deste órgão tomam posse. Este é um Conselho de Estado com uma representação política alargada e até com um convidado estrangeiro: o presidente do Banco Central Europeu.

O primeiro Conselho de Marcelo


Marcelo Rebelo de Sousa já se sentou à mesa do Conselho de Estado muitas vezes, mas apenas na qualidade de conselheiro. Agora, enquanto Presidente da República, o seu papel está reforçado. Nomeadamente na hora de decidir que tipo de informação que é transmitida no comunicado que é feito no final do encontro. Antes de entrar para a reunião, o Presidente recebe notas informativas dos seus consultores que o ajudam a estar por dentro de todas as matérias em cima da mesa. Além disso, almoça antes com Draghi, António Costa e Carlos Costa.

Reunião com convidado especial

Marcelo convidou para a reunião do Conselho de Estado o presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi, e o governador do Banco de Portugal, Carlos Costa. Esta é a primeira vez que um estrangeiro participa numa reunião deste órgão de consulta do Presidente. Draghi fará uma intervenção inicial, mas não participa no debate entre os Conselheiros, que será sobre o Programa Nacional de Reformas. O responsável máximo do BCE vai fazer uma exposição sobre a situação económica e financeira europeia.

Conselheiros tomam posse primeiro

A reunião do Conselho de Estado está marcada para as 15 horas. Mas uma hora antes, os membros deste órgão tomam posse. Este é um Conselho de Estado com uma representação política alargada. É a primeira vez que o Bloco de Esquerda designa alguém para o Conselho de Estado – no caso o ex-líder do partido Francisco Louçã. Na reunião vão faltar dois conselheiros: Vasco Cordeiro, o presidente do governo regional dos Açores, e Mário Soares, ex-Presidente da República.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI