Economia PGR junta auditoria à Santa Casa de Lisboa a inquérito já em curso

PGR junta auditoria à Santa Casa de Lisboa a inquérito já em curso

Os indícios de irregularidades nos contratos com fornecedores, detectados no relatório da auditoria da Segurança Social à Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, no mandato de Pedro Santana Lopes, foram juntos ao inquérito já em investigação no Ministério Público.
PGR junta auditoria à Santa Casa de Lisboa a inquérito já em curso
Correio da Manhã
Lusa 24 de abril de 2018 às 21:33

"Corre termos no DIAP de Lisboa um inquérito relacionado com a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, que teve origem em denúncias anónimas. O relatório da auditoria [da Segurança Social] foi junto a este inquérito", respondeu a Procuradoria-Geral da República, à agência Lusa.

 

Na segunda-feira, o ministro da Segurança social, Vieira da Silva, afirmou que a auditoria à Santa Casa resultou em dois relatórios, um dos quais foi despachado "em 15 dias", pela "natureza dos indícios" de irregularidades nos contratos com fornecedores.

 

A PGR esclarece agora que esta parte da auditoria foi junto a uma investigação relacionada com a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa em resultado de denúncias anónimas e que não tem arguidos constituídos.

 

Em Dezembro de 2016, foram realizadas diversas buscas à Santa Casa da Misericórdia, a escritório de advogados e, segundo a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa, estavam relacionadas com suspeitas do crime de participação económica em negócio.

 

Segundo o MP, na altura investigava-se suspeitas de "aquisição de bens e serviços pela SCML com recurso a contratação por ajuste directo a empresas com relações a trabalhadores e órgãos daquela instituição".

 

Com esta prática, adiantava então o MP, beneficiavam indevidamente aquelas empresas e aqueles trabalhadores "em detrimento das regras que presidem ao regular funcionamento do mercado".




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Anónimo Há 1 dia

Se o Santana tivesse ganho ao Rio já estava lixado, os socialistas já estavam a preparar-lhe uma armadilha, deve ser essa a razão para só agora mostrarem a auditoria.

pub