Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Presidente da Comissão Europeia defende salário mínimo para todos na Europa

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, anunciou hoje perante o Parlamento Europeu, em Bruxelas, que vai propor em breve um quadro legal com vista a garantir um salário mínimo para todos os cidadãos na Europa.

Lusa 16 de Setembro de 2020 às 09:45
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...
"A Comissão vai apresentar uma proposta legal para apoiar os Estados-membros a estabelecer um quadro para salários mínimos. Todos devem ter acesso a salários mínimos, quer através de acordos coletivos, quer através de rendimentos mínimos estabelecidos", defendeu a antiga ministra do Trabalho alemã, no seu primeiro discurso sobre o Estado da União enquanto presidente do executivo comunitário.

Na parte do discurso centrada na área económica, Von der Leyen defendeu também que, enquanto a pandemia da covid-19 não abrandar e a incerteza se mantiver, na Europa e à escala global, devem ser mantidos os estímulos à economia.

A presidente da Comissão sublinhou durante a sua intervenção o impacto decisivo que tiveram as redes de segurança estabelecidas para proteger empresas e trabalhadores da crise sem precedentes provocada pela pandemia, que, reforçou, ainda não foi vencida.

"Definitivamente, este não é o momento de retirar apoios", disse, ainda que admitindo ser necessário garantir a sustentabilidade orçamental em paralelo com os apoios às empresas e trabalhadores.

O Parlamento Europeu é hoje palco do discurso sobre o Estado da União, o primeiro proferido pela presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, e o primeiro realizado em Bruxelas, devido à covid-19, o tema incontornável este ano.

"É momento de Europa passar de fragilidade a nova vitalidade"

 

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, defendeu hoje que é momento de a Europa "passar da fragilidade para uma nova vitalidade", após os impactos da pandemia de covid-19.

 

"É momento de a Europa liderar este caminho, passando da fragilidade para uma nova vitalidade e é sobre isso que gostaria de vos falar hoje", afirmou Ursula von der Leyen, no início da sua intervenção sobre o Estado da União no Parlamento Europeu, em Bruxelas.

 

"Digo isto porque nos últimos meses descobrimos os valores que temos em comum. […] Mostrámos o que é possível quando confiamos uns nos outros e nas instituições europeias", acrescentou a responsável.

 

Numa altura em que a Europa ainda está a enfrentar consequências sanitárias e económicas do novo surto coronavírus, Ursula von der Leyen sublinhou que a estratégia comunitária tem sido a de "não só recuperar e reparar agora, mas também partilhar e formar um mundo melhor para o mundo de amanhã".

 

"Esta é a nova geração Europa, é a nossa oportunidade de fazer com que as coisas aconteçam, não só por imposição ou catástrofe, mas criando oportunidades para o dia de amanhã", adiantou.

 

E assegurou: "Temos visão, temos planos, temos investimento. Chegou a altura de pôr as mãos à obra".

 

Ursula von der Leyen começou o discurso prestado homenagem aos serviços de saúde, que fizeram "milagres" perante um "vírus mil vezes mais pequeno que um grão de areia, que mostrou a fragilidade planetária".

Ver comentários
Saber mais salário mínimo Comissão Estados-membros Leyen
Mais lidas
Outras Notícias