União Europeia Grécia pode exigir Eurogrupo extra na próxima semana

Grécia pode exigir Eurogrupo extra na próxima semana

O presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, diz que há "progressos substanciais" na negociação e que "está mais perto um acordo sobre questões chave" nomeadamente pensões, impostos e fundos privados.
Grécia pode exigir Eurogrupo extra na próxima semana
Reuters
Lusa 22 de abril de 2016 às 12:38
O presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, admitiu esta sexta-feira, 22 de Abril, a possibilidade de uma reunião extraordinária dos ministros das Finanças da Zona Euro na próxima semana sobre a situação grega e com vista à formalização de acordos.

Em conferência de imprensa depois da reunião informal dos ministros, em Amesterdão, Dijsselbloem enumerou a necessidade das autoridades gregas concluírem os trabalhos sobre o pacote inicial, mas também de um outro com "medidas adicionais, que deve ser implementado se necessário".

Depois do compromisso assumido pelo Governo grego de "trabalhar nos próximos dias", Dijsselbloem espera ser possível agendar um Eurogrupo extraordinário na quinta-feira com vista à conclusão da primeira revisão do programa de ajustamento macroeconómico grego.

Para o pacote de contingência, o Eurogrupo espera medidas "credíveis" e "baseada em factores objectivos".

O responsável notou terem sido "alcançados progressos substanciais na redução de assuntos em aberto" com a Grécia e que "está mais perto um acordo sobre questões chave" nomeadamente nas reformas de pensões, impostos sobre rendimentos e fundos privados.

"Outros assuntos estão mais longe e precisam de mais trabalho. Mas estamos muito perto", afirmou o ministro, colocando ainda a hipótese de se discutir a sustentabilidade da dívida helénica.

Na mesma conferência de imprensa, o comissário europeu para os Assuntos Económicos, Pierre Moscovici também acredita estar mais próxima uma solução positiva para todas as partes e anunciou que serão divulgados a 3 de Maio as previsões de Primavera.

Estas projecções económicas divulgadas pela Comissão Europeia incluem indicadores como o produto interno bruto, desemprego e inflação e avaliam se os Estados-membros estão a cumprir as regras do Pacto de Estabilidade e Crescimento.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI