Impostos EDP, carros e banca lideram benefícios fiscais de 2,4 mil milhões

EDP, carros e banca lideram benefícios fiscais de 2,4 mil milhões

O Estado não cobrou em 2018 mais de 2,4 mil milhões de euros por via da concessão de benefícios fiscais, com o grupo EDP a liderar a lista, tendo conseguido evitar pagar 90,2 milhões de euros.
EDP, carros e banca lideram benefícios fiscais de 2,4 mil milhões
Bloomberg
Negócios 05 de outubro de 2019 às 11:48

A EDP produção foi o contribuinte que recebeu o maior benefício fiscal em 2018, atingindo os 77,5 milhões de euros, seguindo-se a Peugeot Portugal, com 43,8 milhões, a Renault Portugal com 41,1 milhões e a Citroën Automóveis, com 40,4 milhões de euros, revela o Jornal de Notícias.

 

Quando somados todas as entidades pertencentes ao grupo EDP, concluiu-se que à elétrica foram concedidos 90,2 milhões de euros em sede de benefícios fiscais.  

 

Em termos globais, o Estado concedeu 2,43 mil milhões de euros em desagravamentos de impostos no ano passado, ligeiramente menos do que os 2,56 mil milhões registados no ano anterior.

 

Por setores, o automóvel foi o mais beneficiado, atingindo os 232 milhões de euros, seguido do da banca, que evitou pagar quase 63 milhões de euros ao Tesouro, com o BBVA a liderar a lista, com 11,8 milhões de euros em benefícios, seguindo-se dois fundos de pensões (do BPI e do BCP), com mais de 10 milhões, e ainda o próprio BCP, detalha o mesmo jornal.

 

Em termos individuais, a Caixa de Previdência dos Advogados e Solicitadores surge em quinto lugar dos mais beneficiados, com 36,7 milhões de euros.

 

Por impostos, a maior fatia destes benefícios corresponde a isenções ou reduções da taxa de IRC paga sobre os lucros das empresas, totalizando 910,6 milhões de euros, abaixo dos 1,1 mil milhões atribuídos no ano anterior, seguindo-se os impostos especiais sobre o consumo, que se fixaram em 465,6 milhões de euros.

 

O imposto sobre transações de imóveis foi o que registou maior crescimento nos benefícios fiscais concedidos no ano passado, que cresceram mais de 100 milhões de euros para 406,4 milhões de euros, enquanto o imposto sobre os veículos teve associadas isenções e benefícios fiscais de aproximadamente 313 milhões de euros.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI