Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Sócrates acusado de ter recebido de Salgado para interferir na PT

A PT é um dos temas que levou Sócrates, Salgado, Granadeiro e Bava a serem acusados pelo Ministério Público de vários crimes no âmbito da Operação Marquês.

Record
Alexandra Machado amachado@negocios.pt 11 de Outubro de 2017 às 11:46
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
Ricardo Salgado ordenou pagamentos para contas na Suíça cujo beneficiário último era José Sócrates. "Tais pagamentos estavam relacionados com intervenções de José Sócrates, enquanto primeiro-ministro, em favor da estratégia definida por Ricardo Salgado para o grupo Portugal Telecom, do qual o BES era accionista", de acordo com o comunicado do Ministério Público, onde é divulgada a acusação da Operação Marquês, na qual José Sócrates é acusado de 31 crimes e Salgado de 21 crimes.

Relacionado com a PT, Henrique Granadeiro é acusado de oito crimes e Zeinal Bava de quatro.

Para esses pagamentos, Salgado usou Hélder Bataglia, segundo a acusação. "Todos esses pagamentos eram justificados com contratos fictícios em que era interveniente Hélder Bataglia". Bataglia é acusado de 10 crimes.

Além dos pagamentos a Sócrates, o Ministério Público é acusado de ter ordenado pagamentos a Zeinal Bava e Henrique Granadeiro, entre 2006 e 2010, altura em que os gestores eram administradores da PT, "tendo aceitado esses pagamentos para agir em conformidade com interesses definidos por Ricardo Salgado para o BES enquanto accionista da PT".

Como tem sido noticiado, o Ministério Público detectou movimentos de dinheiro na altura da OPA (Oferta Pública de Aquisição) da Sonae com a PT, em 2006, e que caiu por terra em 2007, e em 2010, com a venda da Vivo e posterior entrada na Oi.

O Ministério Público acusa Sócrates de ter recebido 24 milhões por via do GES, Grupo Lena e Vale do Lobo.


Ver comentários
Saber mais PT José Sócrates Ricardo Salgado Zeinal Bava Henrique Granadeiro Ministério Público
Mais lidas
Outras Notícias