Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

The Lawyer: Venda de três hotéis Tivoli dá prémio europeu à PLMJ

Este prémio setorial destaca a assessoria da PLMJ à Minor International, em concreto a venda de três hotéis do grupo Tivoli

Francisco Lino Dias e Rita Alarcão Júdice são os sócios coordenadores de imobiliário na PLMJ. Vítor Mota
João Maltez jmaltez@negocios.pt 03 de Dezembro de 2020 às 11:35
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
A PLMJ foi considerada a melhor sociedade europeia do ano em Direito Imobiliário ou "real estate" - área co-coordenada pelos sócios Francisco Lino Dias e Rita Alarcão Júdice -, no âmbito da iniciativa The Lawyer European Awards. O anúncio da distinção foi feito na última terça-feira, dia 1 de dezembro, no decorrer de uma cerimónia que este ano foi virtual, devido à crise pandémica.

Este prémio setorial destaca a assessoria da PLMJ à Minor International, em concreto a venda de três hotéis do grupo Tivoli, numa operação de "sale & leaseback" na qual participou uma equipa multidisciplinar coordenada pelo sócio Francisco Lino Dias, que envolveu também a equipa de societário e fusões e aquisições.

Na última terça-feira, ficou igualmente a saber-se que a sociedade multinacional Cuatrecasas, que está também presente em Portugal, foi considerada a sociedade ibérica do ano pela The Lawyer. Nesta categoria, a Abreu Advogados e a ECIJA foram também distinguidas com uma "recomendação elevada" pelos serviços jurídicos que asseguram.

Na lista final de firmas candidatas a vencer na Península Ibérica (são consideradas as jurisdições de Portugal e de Espanha) marcaram presença as sociedades Garrigues, Pérez-Llorca, PLMJ, Uría Menéndez e Vieira de Almeida.

Da responsabilidade da publicação britânica "The Lawyer", especializada em assuntos jurídicos, com particular incidência na chamada advocacia de negócios, estes prémios visam distinguir o trabalho de assessoria jurídica das sociedades de advogados em diferentes jurisições da Europa continental.

A publicação distingue ainda as principais transações nas áreas de prática de concorrência (onde a portuguesa SRS foi finalista), societário, financeiro (a ibérica Garrigues venceu), litigância e imobiliário (área em que a PLMJ ganhou).
Ver comentários
Outras Notícias