Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Trump tem apenas 20 milhões para construir muro com o México

O presidente dos EUA tinha prometido usar os fundos existentes para suportar a construção do muro na fronteira com o México. Porém, segundo a Reuters, os fundos existentes que podem ser alocados à obra ficam bem abaixo do necessário.

Mike Stone/Reuters
Ana Laranjeiro alaranjeiro@negocios.pt 02 de Março de 2017 às 11:15
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...

A construção de um muro na fronteira dos Estados Unidos com o México foi um dos temas quentes da campanha eleitoral de Donald Trump para as presidenciais norte-americanas. Vencidas as eleições, e já na Casa Branca, Trump continuou a insistir na construção dessa barreira e dizia mesmo que seria o México quem ia pagar o muro. Enrique Peña Nieto, presidente mexicano, declinou em definitivo essa hipótese e cancelou mesmo uma viagem aos EUA dadas as desavenças em torno do tema.

Perante este cenário, o actual presidente norte-americano prometeu usar os fundos existentes para que a construção do muro pudesse arrancar no mais curto espaço de tempo possível. Mas, e de acordo com documentos a que a Reuters teve acesso, Trump tem uma nova dor de cabeça por causa desta obra. E novamente por causa de dinheiro.

Um relatório interno, já anteriormente referido pela agência, avançava que, para construir um muro em toda a fronteira norte-americana com o México, ou colocar uma vedação, iria custar 21,6 mil milhões de dólares (20,4 mil milhões de euros) – 9,3 milhões de dólares (8,8 milhões de euros) por cada milha de vedação e 17,8 milhões (16,8 milhões de euros) milhões de dólares por cada milha de muro.  

Trump pretendia dar início à rápida construção do muro, financiando-o, de acordo com a Casa Branca, com "os fundos e recursos existentes" no Departamento de Segurança Nacional, escreve a Reuters.


Mas, até agora, este Departamento apenas identificou 20 milhões de dólares (18,9 milhões de euros) que podem ser alocados à construção do muro, de acordo com um documento preparado pelo organismo e entregue na semana passada aos funcionários com o pelouro do orçamento no Congresso dos EUA e a que a Reuters teve acesso. O Departamento de Segurança Nacional apenas tentou encontrar estas verbas extraordinárias no orçamento para a segurança fronteiriça, infra-estruturas e tecnologias, que tem uma dotação de 376 milhões de dólares. É que retirando verbas deste orçamento, o Departamento não tem de pedir a aprovação do Congresso para redistribuir fundos.

No documento que chegou na semana passada ao Congresso é salientado que esta verba daria para pagar o desenvolvimento de vários protótipos para o muro, mas não para dar início aos trabalhos. Segundo a agência de informação, isto significa que a Casa Branca vai ter de convencer o Congresso a dar o financiamento necessário para a construção da barreira.

O presidente dos EUA já tinha feito saber que ia pedir ao Congresso para pagar a despesa que não estaria coberta pelos "fundos existentes". Sendo que, o México vai ser pressionado posteriormente por Washington para reembolsar os EUA do valor despendido.

Paul Ryan, presidente da Câmara dos Representantes, já fez saber que ia incluir o financiamento para o muro no orçamento para o próximo ano fiscal, tendo estimado um custo entre os 12 mil milhões (11,3 mil milhões de euros) e os 15 mil milhões de dólares (14,2 mil milhões de euros). Mas muitos republicanos já disseram que ia votar contra um plano que não compense estes gastos com uma redução na despesa.

Os empreiteiros só podem começar a desenvolver os protótipos para este muro a partir de 6 de Março, de acordo com a Reuters. Mas 265 empresários já se registaram no site do Governo como "partes interessadas".

Ver comentários
Saber mais EUA Estados Unidos Donald Trump México Casa Branca Enrique Peña Nieto muro
Mais lidas
Outras Notícias