Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Eduardo Catroga: "Temos que nos deixar de questiúnculas"

O antigo ministro das Finanças disse esta tarde em Aveiro que é preciso que os partidos se concentrem em questões importantes e deixem de lado os detalhes. E, em resposta ao debate entre Passos e Costa, respondeu: "quem chamou a troika foi o primeiro-ministro José Sócrates e o seu ministro das Finanças".

A carregar o vídeo ...
Alexandra Noronha anoronha@negocios.pt 10 de Setembro de 2015 às 22:13
  • Assine já 1€/1 mês
  • 30
  • ...

O ex-ministro das Finanças, Eduardo Catroga, pediu aos partidos para se concentrarem nas questões importantes e deixar as "questiúnculas" e concentrarem-se no que é importante.

O ex-governante destacou áreas como o investimento e emprego como vitais para a economia. "É preciso estabilidade política" para evitar a bancarrota, referiu Catroga, que rejeitou que o país esteja pior agora do que antes da troika.

Eduardo Catroga ainda falou da polémica que ontem marcou o debate entre Passos Coelho e António Costa sobre quem chamou a troika. António Costa citou, até, uma entrevista dada, em 2011, por Eduardo Catroga. Esta quinta-feira, 10 de Setembro, o ex-ministro afirmou que quem chamou a troika foi o Governo de José Sócrates, dizendo não fazer sentido dizer-se que quem a chamou foi Passos Coelho. "Isso é uma falsidade total". 

Noutra declaração aos jornalistas, Eduardo Catroga disse ser um mito a ideia de que o governo de Passos Coelho foi além da troika. 

Eduardo Catroga falava, esta tarde em Aveiro, à margem da apresentação do livro, "Ilídio Pinho, Uma Vida, o Empresário e a Utilidade Pública".

(Notícia actualizada às 22h26 com mais declarações de Eduardo Catroga)

Ver comentários
Saber mais Eduardo Catroga troika eleições
Mais lidas
Outras Notícias