Agricultura e Pescas Governo aprova estratégia para promover produção de cereais

Governo aprova estratégia para promover produção de cereais

O Governo aprovou esta quinta-feira em Conselho de Ministros a Estratégia Nacional para a Promoção da Produção Cerealífera, que reúne 20 medidas para estimular o sector da produção de cereais e reduzir a dependência do exterior.
Governo aprova estratégia para promover produção de cereais
Reuters
Pedro Curvelo 12 de julho de 2018 às 14:41

A Estratégia Nacional para a Promoção da Produção Cerealífera (ENPPC) traça como meta que dentro de cinco anos o grau de auto-aprovisionamento – ou seja a percentagem do consumo que é assegurada pela produção interna – atinja os 38%, uma subida de 15 pontos percentuais face aos 23% registados em 2016.

O auto-aprovisionamento deverá, segundo os objectivos traçados, ascender a 80% no arroz, 50% no milho e 20% nos cereais praganosos (trigo mole, trigo duro, centeio, cevada, aveia e triticale).

Entre as 20 medidas propostas no documento agora aprovado contam-se a redução dos custos de energia, a simplificação do processo de licenciamento de infra-estruturas hidráulicas, dinamizar a produção nacional de semente certificada e de genética nacional, valorizar a produção nacional e o reforço do controlo sanitário à importação. 

Veja a evolução no trigo e cevada:

 




pub