Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Automóveis mais caros. Veja o impacto das alterações em 10 modelos

As alterações no cálculo das emissões de CO2 dos automóveis ligeiros, que entram em vigor em Setembro, irão agravar o valor a pagar em impostos. O Negócios realizou simulações para 10 modelos, que pode consultar na galeria de imagens em baixo.

Renault Clio GT Line Energy TCe 90 Cv

Renault Clio GT Line Energy TCe 90 Cv
Preço de venda ao público actual: 19.932 euros; Valor do aumento do ISV a partir de 1 de Setembro: 208,61 euros; Preço de venda ao público a partir de 1 de Setembro: 20.140,61 euros

Peugeot 208 1.0 PureTech Access

Peugeot 208 1.0 PureTech Access
Preço de venda ao público actual; 14.290 euros; Variação no ISV a partir de 1 de Setembro: 0 euros; Preço de venda ao público a partir de 1 de Setembro: 14.290 euros

Nissan Qashqai 1.6 dCi 130 4x4-i Acenta

Nissan Qashqai 1.6 dCi 130 4x4-i Acenta
Preço de venda ao público actual: 32.100 euros; Valor do aumento do ISV a partir de 1 de Setembro: 2.541,88 euros; Preço de venda ao público a partir de 1 de Setembro. 34.641,88 euros

Mercedes A 180d

Mercedes A 180d
Preço de venda ao público actual: 32.450 euros; Variação no ISV a partir de 1 de Setembro: 0 euros; Preço de venda ao público a partir de 1 de Setembro: 32.450 euros

BMW Serie 1 116i 5 portas

BMW Serie 1 116i 5 portas
Preço de venda ao público actual: 27.150 euros; Variação no ISV a partir de 1 de Setembro: 0 euros; Preço de venda ao público a partir de 1 de Setembro: 27.150 euros

Renault Captur 1.5 dCi 110

Renault Captur 1.5 dCi 110
Preço de venda ao público actual: 25.500 euros; Valor do aumento do ISV a partir de 1 de Setembro: 880,93 euros; Preço de venda ao público a partir de 1 de Setembro: 26.380,93 euros

Jeep Compass Sport 1.6 MULTIJET 120CV

Jeep Compass Sport 1.6 MULTIJET 120CV
Preço de venda ao público actual: 31.100 euros; Valor do aumento do ISV a partir de 1 de Setembro: 1.856,27 euros; Preço de venda ao público a partir de 1 de Setembro: 32.956,27 euros

Citroen C3 1.5 BlueHDi 100 CVM6

Citroen C3 1.5 BlueHDi 100 CVM6
Preço de venda ao público actual: 17.006,89 euros; Variação no ISV a partir de 1 de Setembro: 0 euros; Preço de venda ao público a partir de 1 de Setembro: 17.006,89 euros

Audi A3 Sportback 2.0 TDI 150 Sport

Audi A3 Sportback 2.0 TDI 150 Sport
Preço de venda ao público actual: 38.993,48 euros; Valor do aumento do ISV a partir de 1 de Setembro: 1.017,12 euros; Preço de venda ao público a partir de 1 de Setembro: 40.010,60 euros

Renault Mégane GC Executive dCi 130 CV

Renault Mégane GC Executive dCi 130 CV
Preço de venda ao público actual: 33.250 euros; Valor do aumento do ISV a partir de 1 de Setembro: 827,20 euros; Preço de venda ao público a partir de 1 de Setembro: 34.077,20 euros
Pedro Curvelo pedrocurvelo@negocios.pt 19 de Julho de 2018 às 14:46
  • Assine já 1€/1 mês
  • 12
  • ...

A alteração no sistema de medição de emissões de dióxido de carbono (CO2), que terá um período transitório entre 1 de Setembro e 1 de Janeiro de 2019, vai ter efeito no valor de Imposto sobre Veículos (ISV), com o correspondente aumento nos preços finais. Mas nem todas as marcas irão ver os valores subir.

 

O Negócios realizou simulações para 10 modelos, tendo por base os dados dos fabricantes quanto a emissões e preços (sem contabilizar campanhas especiais das marcas) e aplicando uma subida média de 10% no valor das emissões de CO2. Os resultados mostram agravamentos na carga fiscal entre 208,61 euros, para o Renault Clio, até 2.541,88 euros, para o Nissan Qashqai.

 

O aumento nos preços é uma preocupação para algumas marcas, ainda que a Mercedes-Benz, a BMW e o grupo PSA (Peugeot, Citroen, DS e Opel) assegurem ao Negócios que não sofrerão qualquer efeito. Isto porque todos os seus modelos já se encontram em conformidade com o novo padrão, o Worldwide Harmonized Light Vehicles Test Procedure (WLTP), que será adoptado a 1 de Janeiro. Assim, os preços dos seus veículos não irão aumentar por via do ISV em Setembro. 


Negócios explica implicações nos preços dos carros com alterações no imposto
A carregar o vídeo ...
A partir de 1 de Setembro a forma de cálculo das emissões de dióxido de carbono muda, o que levará a um agravamento no Imposto sobre Veículos (ISV) e nos preços de venda ao público dos automóveis ligeiros. Algumas marcas, contudo, já tinham antecipado as mudanças no cálculo das emissões e, por isso, os seus preços não se irão alterar. Pedro Curvelo, jornalista do Negócios, explica as implicações destas alterações fiscais.
Ver comentários
Saber mais automóveis impostos ISV
Mais lidas
Outras Notícias