Automóvel Morreu Lee Iacocca, o pai do Ford Mustang, aos 94 anos

Morreu Lee Iacocca, o pai do Ford Mustang, aos 94 anos

A lenda da indústria automóvel Lido Anthony Iacocca, mais conhecido por "Lee", morreu esta terça-feira aos 94 anos de causas naturais, segundo informou a família.
Morreu Lee Iacocca, o pai do Ford Mustang, aos 94 anos
Reuters
Negócios 03 de julho de 2019 às 13:37

Filho de imigrantes italianos, Iacocca deu a volta à infância vivida em condições difíceis para se tornar um dos mais poderosos executivos de Detroit, com o seu nome ligado a dois veículos icónicos, o lendário Ford Mustang e o K-Car, que ajudou a Chrysler a sair do "buraco" financeiro.

O empresário tornou-se presidente da Ford em dezembro de 1970, mas depois de uma disputa com o herdeiro da companhia, Henry Ford II, Iacocca decidiu juntar-se à Chrysler, na altura em graves dificuldades financeiras.

O gestor acabou por se tornar uma peça fundamental na reviravolta da fabricante, assegurando os empréstimos do governo que permitiram à Chrysler evitar a falência no início da década de 1980.

"Lee foi um dos poucos grandes líderes, na verdadeira aceção da palavra", afirmou Bob Lutz, que trabalhou com Iacocca na Ford e na Chrysler, citado pela CNBC. "Foi o meu mentor, o meu professor e modelo. Era único e fabuloso. Vou ter saudades dele".

"Devo a segunda metade da minha carreira a Iacocca", acrescentou. "Tínhamos uma relação como a de pai e filho".

A publicação norte-americana conta que nos seus últimos anos na Chrysler, Lacocca passou uma parte cada vez maior do seu tempo dedicado à caridade, liderando, por exemplo, os esforços para restaurar a Estátua da Liberdade e Ellis Island, o porto onde os seus pais desembarcaram nos Estados Unidos.

Iacocca tornou-se famoso não só como presidente e CEO da Chrysler, mas também pelos seus anúncios na televisão, onde imortalizou o slogan: "Se conseguir encontrar um carro melhor, compre-o".




Marketing Automation certified by E-GOI