Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

CGD manter-se em todos os concelhos é "consonante" com "interesse nacional"

Maria Manuel Leitão Marques, ministra da Presidência, garante que a rede de balcões da CGD não foi discutida em conselho de ministros. Mas a decisão de a Caixa se manter em todos os concelhos é consonante com interesse nacional e dos cidadãos.

Maria Manuel Leitão
Bruno Simão
Negócios 21 de Março de 2017 às 14:27
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...
A rede de balcões da Caixa Geral de Depósitos não foi discutida em conselho de ministros. "Nem neste nem noutro", assegurou Maria Manuel Leitão Marques, ministra da Presidência do Conselho de Ministros, no "briefing" após a reunião do Executivo que neste dia 21 de Março, dia da Árvore, se dedicou à floresta.

Ainda que não tenha sido discutida em conselho de ministros, Maria Manuel Leitão Marques acrescentou que sobre a decisão da Caixa se manter em todos os concelhos, "é uma decisão da direcção consonante com um banco desta natureza [público]" e que tem em conta "o interesse nacional e dos cidadãos".

A ministra começou por lembrar que a CGD "é um banco público" e que "o acesso ao sistema financeiro é uma condição essencial de vida, tão importante como aceder a telecomunicações".

A CGD tem em implementação um plano de redução de balcões que este ano vão ser reduzidos em 70, num total acordado com Bruxelas de 180. Mas nos últimos dias têm-se reforçado as declarações em prol da permanência da Caixa em todos os concelhos, o que, segundo entretanto noticiado, deverá acontecer, com a revisão por parte da Caixa do plano de encerramentos.

Neste ponto, os partidos da esquerda à direita têm revelado consenso, de que a Caixa tem de estar onde outros não estão. Paulo Macedo, presidente da Caixa, tinha precisamente afirmado que a Caixa não podia estar onde outros não queriam.

Ver comentários
Saber mais Maria Manuel Leitão Marques conselho de ministros CGD
Mais lidas
Outras Notícias