Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Credit Suisse prepara aumento de capital "substancial"  

O banco suíço vai emitir novas acções para financiar as perdas que vão resultar do plano de reestruturação e reforçar os rácios de capital, que estão em níveis inferiores ao do sector.

Bloomberg
Negócios 08 de Outubro de 2015 às 14:03
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O novo CEO do banco suíço Credit Suisse, Tidjane Thiam (na foto), vai anunciar em breve um aumento de capital num montante "substancial", noticiou o Financial Times, que cita fontes próximas da operação.

 

O anúncio será efectuado por Tidjane Thiam a 21 de Outubro, no âmbito do plano estratégico que o novo CEO pretende implementar no Credit Suisse. Não está ainda definido o valor do aumento de capital, mas as fontes contactadas pelo FT assinalam que estará em linha com os valores antecipados pelos analistas.

 

Um "research" recente do Goldman Sachs apontava para um aumento de capital superior a 5 mil milhões de francos suíços (4,6 mil milhões de euros). O novo capital que o Credit Suisse vai pedir aos investidores será utilizado sobretudo para absorver as perdas que vão ser geradas com o plano de reestruturação, mas também para reforçar os rácios de capital para cumprir as exigências dos reguladores.     

 

O Credit Suisse tem actualmente um rácio de capital common equity tier one (CET1) de 10,3%, o que se situa abaixo dos principais bancos mundiais. O também suíço UBS tem um rácio de 13,5%.

 

De acordo com o FT, Tidjane Thiam quer alterar o foco do Credit Suisse para a banca privada e o mercado asiático, em detrimento da área de negócio mais volátil da banca de investimento.

 

Este plano estratégico, que o novo CEO tinha previsto para o final do ano mas antecipou para Outubro, está a gerar apreensão na Suíça, devido aos receios com o potencial corte de postos de trabalho. Contudo, segundo o FT, o novo CEO pretende expandir a actividade no país.


As acções do Credit Suisse estão a reagir em baixa à notícia, desvalorizando 4,05% para 23,48 francos.

Ver comentários
Saber mais Credit Suisse Tidjane Thiam Financial Times
Outras Notícias