Banca & Finanças Crédito Agrícola pagava 2.000 euros à mulher do CEO

Crédito Agrícola pagava 2.000 euros à mulher do CEO

O Crédito Agrícola pagava cerca de 2.000 euros mensais à mulher do CEO do grupo. Este valor foi justificado com a "estabilidade emocional" garantida a Licínio Pina.
Crédito Agrícola pagava 2.000 euros à mulher do CEO
Negócios 26 de dezembro de 2019 às 08:24
A mulher de Licínio Pina, presidente executivo do Crédito Agrícola, auferia cerca de 2.000 euros líquidos mensais, através de uma avença com a instituição, revela o Jornal de Notícias esta quinta-feira, 26 de dezembro. Um pagamento que remonta a 2016 e que foi entretranto suspenso depois de terem sido feitas denúncias que envolveram inclusivamente o Banco de Portugal. 

Licínio Pina justificou este pagamento com a "estabilidade emocional" garantida pela sua mulher. "Para o exercício das minhas funções e responsabilidades, necessito de disponibilidade total e, acima de tudo, estabilidade emocional", explicou o CEO ao conselho de administração, segundo o JN.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI