Banca & Finanças Haitong Bank com prejuízo de 21 milhões no primeiro semestre

Haitong Bank com prejuízo de 21 milhões no primeiro semestre

A redução de trabalhadores em Londres teve um impacto negativo nos primeiros seis meses do ano para o banco presidido por José Maria Ricciardi, contribuindo para as contas no vermelho do Haitong Bank.
Haitong Bank com prejuízo de 21 milhões no primeiro semestre
Miguel Baltazar
Diogo Cavaleiro 31 de agosto de 2016 às 19:29

O Haitong Bank, ex-BESI, registou prejuízos no primeiro semestre do ano, para os quais contaram a descida do produto bancário e o aumento dos custos, nomeadamente no âmbito da redução de pessoal na unidade londrina.

 

O resultado líquido consolidado do grupo português, que pertencia ao BES e que está agora nas mãos da empresa de Hong Kong Haitong, foi negativo, com um prejuízo na ordem dos 21 milhões de euros até Junho. No mesmo período de 2015, tinha havido um lucro semestral de 292 mil euros.

 

No seu relatório do primeiro semestre, divulgado no site da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o banco de investimento cuja comissão executiva é presidida por José Maria Ricciardi defende que houve uma "elevada volatilidade nos mercados financeiros", o que, aliado a "condições adversas de financiamento", prejudicaram o seu desempenho.

 

Com quebra de 38,7% das comissões para 28,7 mil milhões de euros e o deslize de 6,9% da margem financeira para 22,9 mil milhões, o produto bancário consolidado afundou 20,9% para 63,3 mil milhões.

 

"A actividade internacional representou 80% do produto bancário consolidado, com o Brasil a registar a maior contribuição no período", justifica a instituição financeira sob o comando de Ricciardi e que tem presença em vários mercados como Reino Unido, Espanha e Polónia.

 

Se o produto bancário cedeu, os custos operacionais avançaram 16,9% para 79 mil milhões de euros, sobretudo devido ao aumento de 27,2% dos custos com pessoal. No comunicado, o antigo BES Investimento defende que este agravamento dos custos se deveu a um "conjunto de iniciativas com o objectivo de fazer face a este enquadramento adverso" e para aumentar a rentabilidade. A questão, justifica o Haitong Bank, é que tais iniciativas tiveram "um impacto negativo nos custos, mas não se traduziram ainda num aumento de receitas" neste período. Um dos exemplos é a redução de pessoal em Londres.

 

O peso dos fundos próprios no balanço do banco (Common Equity Tier 1) fixou-se em 10,7% no final de Junho à luz das regras actuais, acima dos 10,5% registados em Dezembro. 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI