Desporto Dia 9: Patrícia Mamona fica no 6º lugar mas com recorde nacional

Dia 9: Patrícia Mamona fica no 6º lugar mas com recorde nacional

Bateu a sua melhor marca, superou o recorde nacional e ultrapassou o salto que lhe tinha dado o título europeu (14,58m). Mas no Rio2016, os 14,65m só deram para Patrícia Mamona chegar ao sexto lugar,
Dia 9: Patrícia Mamona fica no 6º lugar mas com recorde nacional

15 de agosto de 2016 às 02:10 Mamona termina no 6º lugar

15 de agosto de 2016 às 01:40 Mamona é uma das oito finalistas

15 de agosto de 2016 às 01:00 14,39m: primeiro salto de Mamona

14 de agosto de 2016 às 20:15 Dulce Félix destaca vitória do querer sobre o calor

14 de agosto de 2016 às 18:36 Vanessa Fernandes lembrou que decisão de competir foi de Sara Moreira

15 de agosto de 2016 às 02:10
Mamona fica a 9cm das medalhas

Bateu a sua melhor marca, superou o recorde nacional e ultrapassou o salto que lhe tinha dado o título europeu (14,58m). Mas no Rio2016, os 14,65m só deram para Patrícia Mamona chegar ao sexto lugar numa final do triplo salto ganha pela colombiana Caterine Ibarguen com um longuíssimo 15,17m

No segundo lugar ficou a venzuelana Yulimar Rojas com um salto de 14,98m, seguida pela cazaque Olga Rypakova com 14,74m.

Na última ronda, Patrícia Mamona fez ainda saltos de 14,42m e de 14,59m.

15 de agosto de 2016 às 01:40
Patrícia Mamona passa à finalíssima

O terceiro salto da primeira fase da final do triplo salto foi de 14,45m. E deu o sexto lugar a Patrícia Mamona, permitindo-lhe assim integrar o lote das oito atletas que vão disputar as medalhas e garantindo um diploma olímpico.

Os outros dois saltos foram de 14,32m e 14,14m. 

Patrícia Mamona foi campeã europeia com um salto de 14,58m, tendo a sua outra marca de relevo sido os 14,52m. 

Susana Costa fez dois saltos nulos e foi eliminada da prova com um salto de 14,12m, abaixo do seu recorde pessoal 14,34m. Ainda assim, valeu um nono lugar na prova.

A final olímpica do triplo salto é liderada pela colombiana Caterine Ibarguen, com 15,03m

15 de agosto de 2016 às 01:00
14,39m: primeiro salto de Mamona

Patrícia Mamona é a primeira a competir e marca a bitola para o resto da competição do triplo salto: 14,39m. Agora têm a palavra as suas adversárias. Incluindo a compatriota Susana Costa, cujo primeiro salto foi entretanto considerado nulo. 

14 de agosto de 2016 às 20:15
Dulce Félix destaca vitória do querer sobre o calor

Dulce Félix apontou este domingo o seu querer como o maior responsável por ter "sobrevivido" ao calor, seu grande adversário, para terminar a maratona dos Jogos Olímpicos Rio2016 na 16.ª posição.

"O calor foi o meu grande adversário, mas a minha ambição, o meu querer, o meu acreditar fizeram com que eu fosse 16ª. Saio daqui feliz, porque acho que só o facto de terminarmos uma maratona olímpica é de louvar. Saio com a sensação de dever cumprido. Foram muitos meses a trabalhar para esta maratona olímpica. As condições não ajudaram, mas, como viram quando cheguei à meta, acabei exausta, mas feliz com o meu resultado", realçou a única portuguesa a completar a prova, citada pela Lusa

14 de agosto de 2016 às 18:36
Vanessa Fernandes lembrou que decisão de competir foi de Sara Moreira

Vanessa Fernandes, a suplente não utilizada na maratona dos Jogos Olímpicos Rio2016, remeteu quaisquer esclarecimentos sobre a opção de Sara Moreira de correr este domingo para a própria.

"Não tenho nada a ver com isso. Foi a decisão que ela tomou, porque estava confiante que iria correr bem, mas a decisão foi dela", respondeu, quando questionada sobre se achava que Sara Moreira deveria ter abdicado a seu favor, devido à lesão que a fez abandonar nos primeiros quilómetros da maratona.

14 de agosto de 2016 às 18:35
Jéssica Augusto: "Não estava nos meus dias"

"Foi uma dor que me apareceu no último treino em Portugal, quando cheguei aqui fui vista pelo médico, fiz um exame. Era um pequeno edema no grande adutor, que à partida estaria controlado, mas ressenti-me um pouco. Não quero que isso seja encarado como uma desculpa. Apenas não estive bem e não correspondi àquilo que estava a valer", assumiu, em declarações à RTP.

"Não estava a entrar na corrida, não me senti muito bem, para além de ter sentido um incómodo de uma dor que me apareceu no fim de semana passado, numa virilha. Não estava nos meus dias, não me senti bem durante a corrida e acabei por desistir", disse, visivelmente emocionada, Jéssica Augusto. 

14 de agosto de 2016 às 18:33
Sara Moreira: "A Dulce disse-me para esquecer a dor, mas era impossível"

"Senti uma dor por volta dos dois quilómetros. Há um movimento no grupo, um movimento que eu fiz para me desviar de uma adversária e apoiei o pé com bastante força, o pé direito. Senti a dor que me tinha condicionado, como assumi, durante uma semana. E a partir daquele momento foi tentar gerir a dor e perceber até que ponto a dor me permitiria correr", começou por relatar a maratonista portuguesa, em declarações à RTP.

Por volta dos cinco quilómetros, quando apanhou o abastecimento, Sara Moreira sentia-se bem, mas a dor no trocânter da perna direita [parte superior do fémur] estava cada vez pior.

"Acabei com uma bolha enorme no pé porque estava a defender-me, não apoiando tanto o pé. Não foi pela bolha que desisti, mas pela dor que ia a sentir", disse.

A actual campeã europeia da meia-maratona insistiu que não sentiu dores nos treinos, nem mesmo quando realizou um treino de séries na quarta-feira, no Estádio Olímpico. "Só por isso é que arrisquei à partida estar na maratona, mas hoje - não sei o motivo - senti logo a dor muito cedo e era impossível continuar", completou. 

A maratonista de Santo Tirso reconheceu ainda que hesitou antes de desistir. "Pela dor tinha desistido logo aos dois quilómetros. Ainda fui aos sete. Há uma altura, logo a seguir ao abastecimento, em que falo com as minhas colegas e lhes digo que estou a sentir muita dor. A Dulce disse-me para esquecer a dor, mas era impossível porque a dor era muito forte, não me permitia. Ninguém mais do que eu queria correr esta maratona, queria acabar no Sambódromo, mas não foi possível", disse de lágrimas nos olhos.

14 de agosto de 2016 às 18:14
Golfe: portugueses terminam participação

No competição olímpica de golfe, os portugueses Filipe Lima e Ricardo Gouveia terminaram já a sua participação na edição deste ano dos Jogos, que se disputam no Rio de Janeiro.

Filipe Lima foi 48º classificado, hoje com 71 pancadas e Ricardo Melo Gouveia 59.º, hoje com 80 pancadas (9 acima do par).

14 de agosto de 2016 às 16:48
Equestre: Cavaleira portuguesa ainda acredita

A cavaleira portuguesa Luciana Diniz concluiu hoje com oito pontos de penalização a primeira ronda de qualificação de saltos dos Jogos Olímpicos Rio2016, mas acredita que, tal como em Londres2012, vai chegar à final.

"Tudo é possível, em Londres foi possível, aqui vai ser possível também. É uma boa oportunidade para crescer e aprender com os erros e melhorar", disse a cavaleira, que montou Fit For Fun 13.

Em Londres, há quatro anos, Luciana Diniz também iniciou a qualificação com oito pontos, mas acabou por não fazer nenhum na segunda ronda e quatro na terceira, o que lhe permitiu chegar à final.

14 de agosto de 2016 às 15:58
Dulce Félix acaba maratona no 16º lugar

A atleta do Benfica foi a única portuguesa a terminar a maratona, conseguindo conquistar o 16º posto a 6m35s do ouro, com uma marca na casa das 2 horas, 30 minutos e 39 segundos. 

Dulce Félix apontava a um lugar entre as 12 primeiras classificadas como a sua meta na maratona dos Jogos Olímpicos Rio 2016. Com o 16º lugar conquistado ficou, assim, um pouco aquém dos seus objectivos. O seu recorde pessoal é de 2 horas, 25 minutos e 15 segundos.


A maratona feminina dos Jogos Olímpicos foi ganha pela queniana Jemina SumGong. Sumgong correu a prova em 2 horas, 24 minutos e 4 segundos, menos nove segundos do que Eunice Kirwa, do Barhein, e 26 do que a etíope Mare Dibaba, campeã do mundo.

14 de agosto de 2016 às 15:21
Km30. Dulce Félix está a dois minutos das medalhas

A esperança numa medalha está a enfraquecer ao ritmo da passagem dos quilómetros. Dulce Félix é a única maratonista portuguesa ainda em prova, depois das desistências de Sara Moreira e Jéssica Augusto, e passou o quilómetro 30 na 17ª posição, mas já a 2m16s de distância do pelotão da frente. Na liderança está um conjunto de atletas composto por sete atletas, cinco das quais africanas. 

14 de agosto de 2016 às 15:08
Pedro Martins eliminado no torneio de badminton

O português Pedro Martins foi este domingo eliminado do quadro de singulares masculinos do torneio de badminton dos Jogos Olímpicos Rio2016, ao perder com Ka Long Angus NG, de Hong Kong.

O atleta luso perdeu com o 11.º cabeça de série da prova e 13.º da hierarquia mundial por 2-0, com os parciais de 21-17 e 21-18, em 44 minutos, terminando no terceiro e último lugar do Grupo M.

Sábado, na estreia, Pedro Martins, 59.º do Mundo, já tinha perdido por 2-1 (21-14, 22-24 e 6-21) com o canadiano Martin Giuffre, num jogo em que desperdiçou um ‘match point’.

14 de agosto de 2016 às 14:54
Maratona: Jéssica Augusto também desistiu

Depois de Sara Moreira, foi a vez de Jéssica Augusto abandonar a maratona olímpica que decorre nas ruas do Rio de Janeiro. A portuguesa abandonou a prova perto do quilómetro 20. Dulce Félix continua em prova e tenta aproximar-se do pelotão da frente. 

14 de agosto de 2016 às 14:45
Km20: Dulce Félix está a 41s da liderança

Praticamente a meio da corrida, ao quilómetro 20, Dulce Félix passa na 19ª posição, a 41 segundos do grupo que lidera, de cerca de duas dezenas de maratonistas e composto maioritariamente por atletas africanas, com uma componente importante de norte-americanas.

14 de agosto de 2016 às 14:09
Km10: Jéssica Augusto é 25ª, Dulce Félix é 28ª

As duas maratonistas portuguesas que continuam em prova passaram o quilómetro 10 num grupo de perseguição, a cerca de 16 segundos da liderança. Jéssica Augusto vai ligeiramente à frente, na 25ª posição. Dulce Félix segue um pouco atrás, na 28ª.

14 de agosto de 2016 às 13:56
Sara Moreira desistiu

A atleta portuguesa da maratona, Sara Moreira, abandonou a prova ao quilómetro sete. 

A campeão europeia da meia-maratona havia reconhecido, na véspera da maratona, que "existiu uma lesão, física, uma pequena inflamação na zona do osso, que me impediu durante uma semana de treinar normalmente. Neste momento, as coisas estão a fazer o percurso que tinham de fazer, tenho cumprido um plano de tratamento e as coisas têm corrido bem. Desde que cheguei, há cinco dias, que tenho treinado sem qualquer limitação, sinto-me bem".

14 de agosto de 2016 às 13:35
Maratona já arrancou: três portuguesas à caça das medalhas

Já arrancou a maratona feminina dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Sara Moreira e Jéssica Augusto correm na frente do longo pelotão. Dulce Félix começou a prova ligeiramente mais atrás. 

14 de agosto de 2016 às 10:30
O que se vai passar hoje nos Jogos Olímpicos

O dia será forte para o atletismo, com cinco atletas a tentarem conquistar uma medalha. Três correm a maratona: Dulce Felix, Jéssica Augusto e Sara Moreira, com a prova a começar às 13:30. As outras duas atletas disputam a final do triplo salto: Patrícia Mamona e Susana Costa, com as provas a terem início às 00:55.

Filipe Lima e Ricardo Melo Gouveia disputam o quarto dia no golfe a partir das 11:00.

Telma Santos e Pedro Martins têm mais um jogo da fase de grupos no badminton.

Luciana Diniz inicia a competição nos saltos de obstáculos, de equestre, a partir das 14:00.

14 de agosto de 2016 às 10:27
As prestações dos atletas portugueses até ao oitavo dia

Tudo começou, mesmo antes da cerimónia de abertura, com o futebol. A selecção comandada por Rui Jorge entrou em prova a 4 de Agosto, defrontando, e derrotando, a Argentina. O mesmo aconteceu no jogo seguinte frente às Honduras, tendo garantido nesse mesmo dia a passagem aos quartos-de-final. No último jogo da fase de grupos, a selecção nacional defrontou a Argélia, tendo empatado o jogo 1-1. A selecção de futebol defrontou a Alemanha nos quartos-de-final, tendo perdido por 4-0.


No ciclismo, e na prova de estrada, o melhor registo foi de Rui Costa, que terminou a prova em décimo lugar. Portugal contou ainda com a presença de André CardosoJosé Mendes e Nelson Oliveira. Este último abandonou a prova, após uma queda. Já André Cardoso ficou em 36.º e José Mendes em 53.º lugar. No contra-relógio, Nelson Oliveira terminou a prova em sétimo lugar.

No ténisGastão Elias e João Sousa já foram eliminados, tanto nas provas individuais como na prova de pares. João Sousa, depois de ter vencido a primeira ronda frente ao holandês Robin Haase por 2-0, caiu aos pés do argentino Martin Del Potro, que tinha eliminado na prova Novak Djokovic. Gastão Elias também passou a primeira ronda, vencendo o australiano Thanasi Kokkinakis, mas Steve Johnson ditou a saída da prova do tenista português. Em pares masculinos, Gastão Elias e João Sousa venceram a primeira ronda a dupla eslovaca Andrej Martin e Igor Zelenay por 2-0, mas acabaram por ser eliminados na segunda ronda, ao perderem contra os canadianos Vasek Pospisil e Daniel Nestor.

Na nataçãoAlexis Santos bateu um novo recorde nacional nos 400 metros estilos, o que ainda assim não foi suficiente para ser apurado para a final, tendo ficado em 14.º lugar. O mesmo atleta, mas nos 200 metros, conseguiu apurar-se para as meias-finais, tendo sido eliminado após ficar em 12.º lugar. Diogo Carvalho também esteve nas eliminatórias desta disciplina, mas não conseguiu passar às meias-finais, tendo ficado em 19.º. Ainda nos 400 metros estilos, nos femininos, Victoria Kaminskaya, ficou em 28.º lugar. A mesma nadadora falhou o recorde nacional dos 200 metros estilos, e ficou no 35.º lugar. Nos 800 metros livresTamila Holub, ficou em 24.º, tendo sido eliminada. 
 

João Costa ficou em 11.º lugar na prova de pistola de ar a 10m, não tendo conseguido apurar-se para a final. João Costa falhou também o apuramento na pistola de ar a 50 metros, tendo ficado em 11.º lugar. 

No ténis de mesaShao Jieni perdeu contra a norte-americana Lily Zhang por 4-0, tendo sido afastada da competição. Já Fu Yu também perdeu, na segunda ronda, contra a tailandesa  Nanthana Komwong por 3-4. Tiago Apolónia perdeu frente ao esloveno Bojan Tokic  por 4-1, ficando assim afastado da competição individual de ténis de mesa. Marcos Freitas, 11.º jogador mundial, apurou-se para os quartos-de-final, ao bater o ucraniano de origem chinesa Lei Kou, mas ficou por aí depois da derrota frente ao japonês Jun Mizutani. Portugal foi ainda eliminado no ténis de mesa - equipas masculinas, tendo perdido por 3-1 frente à Áustria.

No judoJoana Ramos perdeu na segunda ronda dos -52kg contra a chinesa Yingnan Ma. Assim como Sergiu Oleinic que também falhou a passagem para os quartos-de-final nos -66Kg, depois de ter perdido contra o dominicano Walter Mateo. Ambos ficaram em nono lugar na prova. Telma Monteiro conquistou a medalha de bronze, depois de ter derrotado no último combate a romena Corina Caprioriu. Enquanto Nuno Saraiva perdeu na categoria -73 kg frente ao húngaro Miklos Ungvari, tendo sido afastado da competição. Célio Dias foi eliminado na primeira ronda dos -90kg por Celtus Dossou Yovo, atleta do Benim. O judoca Jorge Fonseca foi eliminado na categoria de -100kg pelo checo Lukas Krpalek, com um wasari. 

Na ginásticaFilipa Martins conseguiu a melhor participação de sempre de uma ginasta portuguesa na prova de ginástica artística, tendo ficado em 37.º lugar, o que não foi suficiente para se apurar para a final. No trampolim, Ana Rente falhou as finais por quatro décimos, tendo ficado em 11.º lugar. Diogo Abreu foi afastado nas eliminatórias do trampolim, tendo terminado a prova em 16.º lugar.

José Carvalho chegou à final de canoagem slalom C1, terminando na nona posição.

Na velaJoão Rodrigues iniciou na segunda-feira, 8 de Agosto, a sua sétima e última participação olímpica, tendo terminado o dia em 18.º no RS:X. Já a velejadora portuguesa Sara Carmo concluiu o primeiro dia de regatas da classe Laser Radial na 34.ª posição. Gustavo Lima terminou na 14.ª posição as duas primeiras regatas da classe Laser. Já no segundo dia de regatas, o velejador João Rodrigues subiu ao 15.º lugar da classe RS:X dos Jogos Olímpicos Rio2016, enquanto Gustavo Lima caiu para a 21.ª posição de Laser e Sara Carmo subiu a 29.ª de Laser Radial. No terceiro dia de regatas, Gustavo Lima subiu para 16.º lugar e Sara Carmo subiu para a 26.ª posição. João Rodrigues terminou o terceiro dia a um lugar e a dois pontos da medal race. Gustavo Lima terminou o quarto dia de prova em 18.º. João Rodrigues despediu-se do Rio na 11.ª posição, falhando a medal race. Sara Carmo desceu para a 28.ª. Jorge Lima e José Costa estrearam-se com dois segundos lugares no dia 1 na classe 49er. No quinto dia de competição, Gustavo Lima caiu para 22.º e Sara Carmo para 27.º. Já Jorge Lima e José Costa caíram para 11.º lugar no segundo dia na classe 49er.

Esta edição dos Jogos Olímpicos contou com a estreia do golfe, com Portugal a ser representado por dois atletas: Filipe Lima e Ricardo Melo Gouveia. O primeiro terminou o dia 1 do torneio com uma tacada abaixo do par, em 17.º lugar, enquanto Ricardo Melo Gouveia com duas acima do par, em 40.º. No segundo dia de prova, Filipe Lima desceu para 18.º enquanto Ricardo Melo Gouveia subiu para 22.º. Os dois atletas caíram para a posição 44.º no terceiro dia de competição.

Telma Santos, do badminton, perdeu frente à chinesa Li Xuerui por 2-0, na fase de grupos. O segundo jogo foi frente à americana Iris Wang tendo perdido por 2-1. Pedro Martins defrontou o canadiano Martin Giuffre, tendo perdido por por 2-1 o primeiro jogo da fase de grupos.

O atletismo estreou-se com a presença de Salomé Rocha, nos 10.000 metros, com a atleta a terminar em 26.º. João Vieira e Sérgio Vieira diputaram os 20 km de marcha, ficando em 31.º e 53.º, respectivamente. Marta Pen terminou os 1.500 metros em 36.º lugar e Lorene Bazolo ficou em 28.º, ambas falhando a passagem às meias-finais. Patrícia Mamona e Susana Costa conseguiram apurar-se para as finais do triplo salto. Esta é a primeira vez que Portugal tem duas atletas na final desta modalidade. Cátia Azevedo ficou em 31.º lugar nos 400 metros, não tendo conseguido apurar-se.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI