Desporto Portugal garante sétima presença consecutiva em Europeus

Portugal garante sétima presença consecutiva em Europeus

Portugal garantiu o segundo lugar do Grupo B, com 17 pontos, contra 20 da Ucrânia, que já estava apurada e empatou 2-2 na Sérvia.
Portugal garante sétima presença consecutiva em Europeus
Lusa
Lusa 17 de novembro de 2019 às 16:07
A seleção portuguesa de futebol, campeã em título, venceu hoje por 2-0 no Luxemburgo, na última ronda do Grupo B, tendo conseguido o apuramento ainda antes do final do encontro, face ao empate da Sérvia.

Bruno Fernandes, aos 39 minutos, e Cristiano Ronaldo, aos 86, apontaram os tentos da formação das 'quinas', que vai marcar presença no Europeu pela oitava vez, e sétima consecutiva, desde 1996.

Portugal garantiu o segundo lugar do Grupo B, com 17 pontos, contra 20 da Ucrânia, que já estava apurada e empatou 2-2 na Sérvia (terceira, com 14), ainda com hipóteses de qualificação via 'play-off'. O Luxemburgo somou quatro pontos e a Lituânia um.

Em Belgrado, Dusan Tadic, aos nove minutos, de penálti, e Aleksandar Mitrovic, aos 56, marcaram os tentos sérvios, enquanto Roman Yaremchuk, aos 33, e Artem Besedin, aos 90+3, faturam para os já apurados ucranianos.

A seleção portuguesa de futebol assegurou hoje a manutenção do pleno de presenças em fases finais de Europeus e Mundiais desde 2000, permanecendo assim lado a lado com três 'gigantes', a Alemanha, a Espanha e a França. A Itália fez parte deste lote até à fase de qualificação para o Mundial de 2018, na qual falhou o apuramento, num 'play-off' com a Suécia, para a sua primeira ausência da principal competição de seleções desde 1958.

Portugal está a viver, por seu lado, o melhor período da sua histórica futebolística, já que conquistou em 2016 o seu primeiro título de sempre, o Europeu, ao qual adicionou já este ano a edição inaugural da Liga das Nações. A formação das 'quinas' ainda soma mais três presenças em meias-finais (Europeus de 2000 e 2012 e do Mundial de 2006), mas é, ainda assim, deste quarteto 'omnipresente' em fases finais, a seleção que, neste período, tem pior currículo. A França (2018), a Alemanha (2014) e a Espanha (2010) conquistaram, precisamente, as últimas três edições do campeonato do Mundo, sendo que os espanhóis ainda lhe juntam dois Europeus (2008 e 2012) e os gauleses um (2000).

Lista das seleções qualificadas para a fase final do Europeu de futebol de 2020, que se realiza de 12 de junho a 12 de julho, em 12 cidades, de 12 países, com 24 participantes:

Bélgica (6.ª presença. Melhor: Finalista vencida em 1980).
Itália (10.ª presença. Melhor: Campeã em 1968).
Rússia (6.ª presença. Melhor: Meias-finais em 2008)(x).
Polónia (4.ª presença. Melhor: Quartos de final em 2016).
Ucrânia (3.ª presença. Melhor: Fase de grupos em 2012 e 2016).
Espanha (11.ª presença: Melhor: Campeã em 1964, 2008 e 2012).
Turquia (5.ª presença: Melhor: Meias-finais em 2008).
França (10.ª presença: Melhor: Campeã em 1984 e 2000).
Inglaterra (10.ª presença: Melhor: Terceiro lugar em 1968 e meias-finais em 1996)
República Checa (7.ª presença: Melhor: Finalista vencida em 1996)(y).
Finlândia (estreante)
Suécia (7.ª presença: Melhor: Meias-finais em 1992)
Croácia (6.ª presença: Melhor: Quartos de final em 1996 e 2008)
Áustria (3.ª presença: Melhor: Fase de grupos em 2008 e 2016)
Alemanha (13.ª presença: Melhor: Campeã em 1972, 1980 e 1996)(z)
Holanda (10.ª presença: Melhor: Campeã em 1988)
Portugal (8.ª presença: Melhor: Campeão em 2016)

(x) - Tem mais cinco presenças enquanto União soviética, entre 1960 e 1972, tendo sido campeã em 1960, e uma como Comunidade dos Estados Independentes (CEI), em 1992. A Rússia é herdeira desses resultados. (y) - Tem mais três presenças enquanto Checoslováquia, entre 1960 e 1980, tendo sido campeã em 1976. A República Checa é herdeira desses resultados. (z) - RFA até 1988.



Marketing Automation certified by E-GOI