Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Autoridade da Concorrência dá luz verde à compra da EDP Bioeléctrica pela Altri

A compra da participação da EDP na EDP Produção Bioeléctrica, que a Altri se dipôs a fazer por 55 milhões de euros, não mereceu a oposição da Autoridade da Concorrência.

A Central Termoelétrica de Mortágua, situada junto à bacia da Barragem da Aguieira, é uma das quatro actuais da EDP Bioeléctrica
Lusa
Negócios jng@negocios.pt 03 de Setembro de 2018 às 08:27
  • Partilhar artigo
  • ...
A Autoridade da Concorrência não se opôs à compra de 50% da EDP Produção – Bioeléctrica pela Altri, a qual dá à papeleira o controlo total sobre esta subsidiária do grupo EDP. 

O regulador da concorrência justifica a sua posição com o facto de a operação de concentração não ser susceptível de criar entraves significativos à concorrência efectiva nos mercados identificados.

?"(...) o Conselho de Administração da Autoridade da Concorrência (...) delibera adoptar uma decisão de não oposição à operação de concentração, nos termos da alínea b) do n.º 1 do artigo 50.º da Lei da Concorrência, uma vez que a mesma não é susceptível de criar entraves significativos à concorrência efectiva nos mercados identificados", informa a Autoridade da Concorrência num comunicado publicado no seu site.

No passado dia 31 de Julho, a Altri e a EDP anunciaram que irão desfazer a parceria na biomassa, com a totalidade da EDP Bioeléctrica a passar para as mãos da empresa de pasta e papel por 55 milhões de euros.

O negócio, que desfaz uma parceria de quase 13 anos entre a Altri e a EDP, foi efectuado com um múltiplo de  6,5 vezes o EBITDA e 22 vezes os lucros de 2017.

A parceria entre as duas empresas tinha sido formalizada em Outubro de 2005, quando a Altri comprou 50% do capital da EDP Produção - Bioeléctrica, empresa da EDP que operava a central de Mortágua, por 7,5 milhões de euros. 

Deste então a empresa detida em partes iguais pelas duas cotadas aumentou a sua actividade através da construção de novas centrais de produção de energia eléctrica a partir de resíduos florestais industriais.

Ver comentários
Saber mais Altri EDP Bioeléctrica CMVM Autoridade da Concorrência
Outras Notícias