Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Autostrade despede presidente após Abertis subir preço da OPA

A Autostrade decidiu despedir o presidente executivo da empresa, Vito Gamberele, depois de este ter-se mostrado contra a fusão da empresa com a Abertis. A companhia espanhola subiu em 7% o preço da oferta pública de aquisição (OPA) sobre a Autostrade.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 03 de Maio de 2006 às 09:47
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Autostrade decidiu despedir o presidente executivo da empresa, Vito Gamberele, depois de este ter-se mostrado contra a fusão da empresa com a Abertis. A companhia espanhola subiu em 7% o preço da oferta pública de aquisição (OPA) sobre a Autostrade.

No final do mês passado a Abertis e a Autostrade chegaram a acordo para realizarem uma fusão, com a OPA a ser lançada pela companhia espanhola. NNa altura, segundo a Autostrade, Gamberele aprovou a operação, mas numa reunião de ontem da administração, mostrou-se contra.

Gamberele «mostrou-se hostil a esta transacção, pelo que não há espaço para ele neste projecto», explicou a Autostrade em comunicado. Responsáveis políticos italianos também se têm mostrado contra este negócio.

Ontem a Abertis anunciou uma melhoria nas condições da OPA. Passa a oferecer 1,05 das suas acções por cada uma da Abertis, e um prémio em dinheiro de 3,75 euros, o que pressupõe uma subida de 7% face ao preço actual das acções da Autostrade.

O CEO da Abertis, salvador Alemany, será o novo líder da empresa que resultar da fusão das duas companhias. Será a maior empresa de auto-estradas do mundo, com um valor calculado em 25 mil milhões de euros.

Os accionistas da Abertis vão ser maioritários na empresa, pelo que terão o controlo efectivo da nova companhia, facto que levanta dúvidas sobre a operação em Itália.

Mais lidas
Outras Notícias