Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Brasileira Oi vende negócio de fibra ótica. Pharol dispara 4% em Lisboa

No início do mês, a Oi tinha anunciado a conclusão da venda da UPI InfraCo por 12,9 mil milhões de reais (cerca de 2.006 milhões de euros) aos fundos de investimento do BTG Pactual e da Globenet Cabos Submarinos.

  • Partilhar artigo
  • ...
A telecom Oi recebeu aprovação das autoridades da concorrência do país para vender parte do capital da unidade de fibra ótica. A empresa brasileira, que é parcialmente detida pela portuguesa Pharol, comunicou esta terça-feira ao mercado a não oposição ao negócio à alienação da UPI InfraCo.

"A Superintendência Geral do Conselho Administrativo de Defesa da Concorrência (CADE) publicou, nesta data, o Despacho SG Nº 1538/2021, aprovando a operação de alienação parcial da UPI InfraCo sem restrições", anunciou em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Em antecipação do fecho do negócio, a Oi -- que está em recuperação judicial -- valorizou na última sessão 7,83% na Ibovespa brasileira para 1,79 reais brasileiros (cerca de 0,28 euros). A acionista Pharol dispara 4,21% para 0,096 euros por ação na sessão desta terça-feira do português PSI-20.

A lei brasileira implica que a decisão de aprovação pelo CADE se torne definitiva dentro de 15 dias, caso não haja recurso de terceiros interessados ou avocação da operação pelo Tribunal Administrativo do CADE. A Oi terá ainda de receber luz verde por parte da Agência Nacional de Telecomunicações – Anatel.

No início do mês, a Oi tinha anunciado a conclusão da venda da UPI InfraCo por 12,9 mil milhões de reais (cerca de 2.006 milhões de euros) aos fundos de investimento do BTG Pactual e da Globenet Cabos Submarinos. O contrato prevê pagamentos faseados após os quais os novos acionistas irão deter ações representativas de 57,9% do capital da InfraCo.
Ver comentários
Outras Notícias