Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

CTT desvalorizam impacto da greve desta sexta-feira

A greve dos CTT marcada para esta sexta-feira, 25 de Outubro, "não deverá interromper o serviço", diz a empresa.

Tiago Sousa Dias/Correio da Manhã
Alexandra Noronha anoronha@negocios.pt 24 de Outubro de 2013 às 12:18
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

"A convocatória é extensível às várias áreas da empresa, mas prevê-se que o serviço postal seja mantido e que todas as lojas próprias dos Correios se mantenham abertas. Os mais de 1.900 postos de correio explorados por parceiros dos CTT não serão afectados por esta greve", garante a empresa em comunicado.

 

Apesar disso, os CTT accionaram planos de contigência, dando prioridade "a todo o correio azul, registado e expresso, bem como ao correio social (contendo vales de prestações sociais) no dia da greve", diz o mesmo documento.

 

Além disso, "anteciparam a chegada aos Centros de Distribuição Postal de algum correio e preparam-se para, no sábado seguinte à greve, e de modo extraordinário, proceder à distribuição de correio nos domicílios, recorrendo a carteiros em número ainda a determinar".

 

A empresa diz que não é possível prever a adesão à paralisação.

 

Os trabalhadores dos CTT cumprem esta sexta-feira uma paralisação de 24 horas contra a contra a privatização da empresa e a “destruição” do serviço público postal.

 

O pré-aviso de greve foi entregue pelos sindicatos SNTCT, SINDETELCO, SINCOR, SINQUADROS e SINTTAV e abrange todos os trabalhadores dos CTT independentemente da filiação sindical.

 

Segundo os sindicatos, na origem da paralisação está o encerramento de Estações de Correio, o fecho de Centros de Distribuição e de Tratamento e a diminuição do número de trabalhadores da empresa nos sectores operacionais, através da não substituição de saídas e aposentações.

 

Os trabalhadores manifestam-se ainda contra o Orçamento do Estado e a sobrecarga fiscal, e a expulsão de mais de 40 mil aposentados do Instituto de Obras Sociais (IOS) dos CTT. 

Ver comentários
Saber mais CTT greve
Outras Notícias