Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

DST investe 24 milhões para dar um lugar ao sol à Graciosa

O grupo DST vai tornar a ilha açoriana da Graciosa praticamente independente de fontes de energia não renováveis, através de um investimento de 24 milhões de euros na construção daquele que classifica como “o primeiro sistema mundial de energia híbrida”.

Rui Neves ruineves@negocios.pt 16 de Março de 2016 às 17:45
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

A ilha açoriana da Graciosa, que tem pouco mais de 60 quilómetros quadrados e cerca de quatro mil habitantes, vai também tornar-se praticamente toda "verde" em termos energéticos. A garantia é do grupo bracarense DST, que anunciou um investimento de 24 milhões de euros, 15 dos quais da suas responsabilidade, na construção do "primeiro sistema mundial de energia híbrida" na segunda ilha mais pequena do arquipélago dos Açores.

A concretização deste projecto "permitirá à ilha tornar-se praticamente independente de fontes de energia não renováveis, eliminando quase por completo o recurso a combustíveis fósseis", prevendo que "mais de 65% da energia seja proveniente de fontes renováveis, como o sol e o vento", afiança o grupo liderado por José Teixeira, em comunicado.

Ainda de acordo com a DST, a gestão desta energia será feita "por um inovador sistema de software" desenvolvido pela empresa alemã Younicos, "que permite prescindir da central térmica convencional para a regulação da energia, suportado ainda por um sistema de baterias que possibilitará o fornecimento ininterrupto de energia, independentemente da sua proveniência".

O grupo bracarense destaca que este sistema "irá definir novos padrões nesta área para as ilhas em todo o mundo", assumindo o projecto pioneiro a construir na Graciosa "como uma montra a nível mundial para o desenvolvimento de soluções capazes de proporcionarem qualidade de vida às comunidades, sem descurar o necessário equilíbrio ambiental".

Para José Teixeira, o projecto a desenvolver na ilha Graciosa coloca o grupo DST "na vanguarda das soluções ambientalmente sustentáveis em termos de produção de energia, através de um sistema completamente inovador a nível mundial e que nos exige todo o ‘know-how’ e capital de inovação tecnológica que fomos acumulando".

Já James McDougall, CEO da Younicos, enaltece a parceria com a DST para a implementação do primeiro sistema mundial de energia híbrida na ilha açoriana. "Juntos, vamos transformar a Graciosa num projecto global de substituição do dispendioso combustível diesel por uma geração de energia renovável cada vez mais barata", enfatizou, considerando que "há um enorme potencial em Portugal, e não só, para este tipo de soluções de armazenamento altamente sofisticadas e modelos de negócio inovadores".

 

Ver comentários
Saber mais DST José Teixeira ilha Graciosa Açores energias renováveis Younicos energia híbrida energia
Mais lidas
Outras Notícias