Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Governo quer disponibilizar 400 milhões até 2030 para o hidrogénio verde

João Galamba representou Portugal na recém-criada e hoje anunciada Aliança Europeia de Hidrogénio Verde.

Miguel Baltazar
Ana Batalha Oliveira anabatalha@negocios.pt 08 de Julho de 2020 às 16:57
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O secretário de Estado da Energia português, João Galamba, comunicou esta quarta-feira, 8 de julho, que Portugal vai disponibilizar através de concurso, já este ano, 40 milhões de euros para financiar projetos no âmbito do hidrogénio verde, sendo que a intenção é que se repitam concursos neste valor todos os anos até 2030.

João Galamba representou Portugal na recém-criada e hoje anunciada Aliança Europeia de Hidrogénio Verde. No seu discurso, o secretário de Estado sublinhou o compromisso e o potencial do país no que toca ao investimento no hidrogénio verde como fonte energética, nomeadamente, através de futuros concursos.

Além disto, Galamba avançou que espera ter o quadro regulatório e legal que permite a produção, armazenamento, transferência, distribuição e consumo de hidrogénio antes do fim do mês de agosto.

"Queremos produzir largas quantidades de hidrogénio verde, queremos produzi-las competitivamente, e queremos ter um papel relevante na economia emergente do hidrogénio alinhada com uma estratégia de industrialização", afirmou o secretário de Estado.

Os argumentos que jogam a favor de Portugal, conforme o apresentado por Galamba, são as "condições únicas" como os "recursos certos", a "alta competitividade" no que toca à energia solar e eólica e a "localização geográfica estratégica" que facilita as exportações para os "principais locais de consumo", no Norte da Europa.

Paralelamente, o secretário de Estado da Energia reforçou a mensagem de que a afirmação dentro desta nova indústria, do hidrogénio, só será possível com a cooperação prevista dentro desta aliança a nível europeu, que junta atores do setor público e privado.

A Aliança Europeia de Hidrogénio Verde vai delinear e implementar a estratégia no que toca ao hidrogénio, contando com representantes de vários setores, desde os estados até à indústria, passando pela sociedade civil.

Segundo foi comunicado esta manhã pela Comissão Europeia, esta entidade vai apoiar a instalação de 6 gigawatts de eletrolisadores, um equipamento necessário à produção de hidrogénio renovável, tal como a produção de até um milhão de toneladas desta energia – isto, desde o presente ano até 2024. Num horizonte mais lato, até 2030, o objetivo no que toca aos eletrolisadores passa a 40 gigawatts e, no que respeita à produção, a fasquia é posta nos 10 milhões de toneladas. Desta forma, em 2050 é esperado que estas tecnologias tenham atingido a maturidade e que possam ser implementadas em larga escala.


(Notícia em atualizada às 17:21 com mais informação)

Saber mais João Galamba Portugal economia negócios e finanças política partidos e movimentos
Mais lidas
Outras Notícias