Empresas Gulbenkian conclui venda da Partex aos tailandeses da PTTEP por 700 milhões de dólares

Gulbenkian conclui venda da Partex aos tailandeses da PTTEP por 700 milhões de dólares

A fundação Calouste Gulbenkian concluiu a venda da Partex aos tailandeses da PTTEP. O encaixe líquido ascendeu a 700 milhões de dólares, apurou o Negócios.
Gulbenkian conclui venda da Partex aos tailandeses da PTTEP por 700 milhões de dólares
Lusa
Sara Antunes 04 de novembro de 2019 às 11:57
A fundação Calouste Gulbenkian conclui esta segunda-feira, 4 de novembro, a venda da petrolífera Partex aos tailandeses da PTT Exploration and Production (PTTEP), revelou a fundação em comunicado enviado para as redações. 

"A operação teve um valor de 622 milhões de dólares, sujeita aos ajustes habituais nestas transações", revela a fundação liderada por Isabel Mota. 

Já o encaixe líquido da operação foi de 700 milhões de dólares (627 milhões de euros), apurou o Negócios.

O acordo de venda foi anunciado em junho, havendo a expectativa que a operação estivesse concluída até ao final do ano, o que se confirmou.

 

A fundação revela que os documentos finais da operação foram assinados hoje, depois de "obtidas todas as autorizações necessárias", salienta o comunicado.

 

"Este é um momento especialmente relevante uma vez que este desinvestimento na Partex, um ativo que representava cerca de 18% dos investimentos totais, permite alinhar a Fundação com a visão de futuro sustentável que partilha com outras grandes fundações internacionais", acrescenta a mesma fonte.

 

Esta operação suscitou a oposição dos trabalhadores da Partex, uma vez que o acordo com a PTTEP garante a manutenção dos postos de trabalho existentes durante dois anos. Já a Fundação realçou, na altura, que o acordo foi até mais além do normal, uma vez que este tipo de proteção é "muito pouco frequente nos contratos relativos à compra e venda de empresas."

 

(Notícia atualizada às 12:05 com mais informação)




pub

Marketing Automation certified by E-GOI