Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Lançamento da nova marca Nos teve um custo de 8,8 milhões de euros

A Nos registou, nos nove primeiros meses deste ano, um custo de 8,8 milhões de euros com o lançamento da nova marca.

Os analistas salientam o 'aumento significativo da quota de mercado nos últimos três anos' e destacam 'o desempenho operacional da Nos' para justificar a escolha da empresa como 'top pick'. Mas há um outro argumento que merece mais destaque: dividendos. Os analistas accreditam que a empresa vai apostar numa política de distribuição de lucros pelos seus accionistas mais atractiva. 'Actualmente prevemos que o dividendo possa aumentar a um ritmo médio anual de 28,5% entre 2016 e 2020 de 0,16 euros para 0,43 euros' no período em análise.  O CaixaBI avalia a Nos em 6,50 euros, o que confere às acções da operadora um potencial de subida de 16,5%.
Miguel Baltazar/Negócios
Alexandra Machado amachado@negocios.pt 06 de Novembro de 2014 às 07:53
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

A Zon Optimus passou, a partir de Maio, a designar-se Nos. Uma mudança que pretendeu criar uma marca distinta das duas anteriormente utilizadas pelos operadores que avançaram para a fusão. Para marcar a existência de uma nova empresa.

 

Segundo revela a empresa no comunicado em que divulga as contas do terceiro trimestre, a Nos incorreu em custos não recorrentes de 18,3 milhões de euros no terceiro trimestre "estando relacionados com custos não recorrentes ligados à fusão, que ainda incluem uma contribuição muito material do lançamento da nova marca, de 8,8 milhões de euros, bem como outras provisões não monetárias e não recorrentes", explica a empresa.

 

No segundo trimestre, a Nos tinha também custos não recorrentes de 12,6 milhões de euros, que atribuia à fusão e ao lançamento da nova marca, mas não especificava quanto desse valor estava na nova marca.

 

 

Ver comentários
Saber mais Nos marca Zon optimus miguel almeida
Outras Notícias