Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Pinhal foi dar explicações ao Banco de Portugal

O presidente do BCP, Filipe Pinhal, foi ontem dar explicações ao governador do Banco de Portugal (BdP) sobre as operações suspeitas que levaram o accionista Joe Berardo (com 6,82% do capital) a fazer participações àquele supervisor, à Comissão do Mercado

Maria João Gago mjgago@negocios.pt 04 de Dezembro de 2007 às 07:39
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O presidente do BCP, Filipe Pinhal, foi ontem dar explicações ao governador do Banco de Portugal (BdP) sobre as operações suspeitas que levaram o accionista Joe Berardo (com 6,82% do capital) a fazer participações àquele supervisor, à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários e ao próprio ministro das Finanças.

Em causa estão suspeitas de que o BCP terá usado sociedades "off-shore" para financiar a compra de acções próprias, designadamente nos aumentos de capital de 2000 e 2001, como avançou o Jornal de Negócios. E que houve irregularidades no facto de o banco ter considerado incobráveis 28,5 milhões de euros em créditos concedidos à Somerset Associates, cujos últimos accionistas referenciados eram Goes Ferreira (que tem 2% do BCP) e o seu sócio Carlos Bessa Monteiro, noticiaram o "Expresso" e o "Público" no sábado.

Ao que o Jornal de Negócios apurou, Pinhal terá admitido a Vítor Constâncio que há outras sociedades "off-shores" na mesma situação que a Somerset Associates, algumas das quais terão também tido como accionista Goes Ferreira. No entanto, o presidente do BCP terá garantido que não foi cometida qualquer irregularidade.

Ver comentários
Outras Notícias