Empresas Rafael Mora acusa representante dos minoritários da Oi de difamação

Rafael Mora acusa representante dos minoritários da Oi de difamação

Rafael Mora, administrador da Pharol, avançou com uma queixa por difamação contra Aurélio Valporto, vice-presidente da Associação Nacional de Protecção dos Accionistas Minoritários (ANA), avança o Dinheiro Vivo.
Rafael Mora acusa representante dos minoritários da Oi de difamação
Negócios 19 de outubro de 2016 às 16:32

É a resposta do administrador da antiga PT SGPS à entidade que representa os minoritários da Oi, que acusou Mora de ter praticado actos lesivos contra a brasileira Oi na sequência do pedido de recuperação judicial, no valor de 65,4 mil milhões de reais (cerca de 17 mil milhões de euros).

 

"As pessoas têm de perceber que quem acusa sem justificação pode ser processado", justifica Rafael Mora, em declarações à mesma publicação.

 

De acordo com o Dinheiro Vivo, no processo, Rafael Mora refere declarações feitas por Valporto ao brasileiro Jornal do Brasil. "Este não é um crime apenas contra uma companhia, mas contra o próprio Brasil. Além de milhares de minoritários, entre os accionistas da Oi lesados pelos portugueses está o BNDES. Ou seja, há dinheiro público na Oi. Isso para não falar na actual situação da companhia que se configura em crime contra a economia popular", afirmou Valporto em declarações à publicação brasileira.

 

Segundo o administrador da Pharol, a entrevista dada pelo vice-presidente da ANA "evidencia claramente a intenção de violar a honra do noticiante, através de calúnias, injúrias e difamações".

 

Já o visado nesta queixa por difamação considera que o processo é "calunioso", não passando de uma "retaliação". 



pub

Marketing Automation certified by E-GOI