Empresas Royal Mail perto do preço do IPO após agitar mercado com “profit warning”

Royal Mail perto do preço do IPO após agitar mercado com “profit warning”

A empresa de correios britânica estima lucrar menos este ano em comparação com o ano anterior. Um "profit warning" que agitou as acções da Royal Mail e levou-as para perto do preço do IPO de 2013.
Negócios com Bloomberg 02 de outubro de 2018 às 13:28

As acções da Royal Mail estão sob pressão. Isto depois de a empresa ter alertado os investidores na segunda-feira de que vai registar menos lucros este ano em comparação com o ano anterior. Este "profit warning" levou os títulos a perderem cerca de metade do seu valor. 
 

Neste contexto, as acções da empresa britânica estão a cair 6,16% para 367,30 pence de libra. Mas já chegaram a recuar mais de 10% para os 350,60 pence de libra, alcançando um mínimo de Novembro de 2017. Ou seja, aproximaram-se do preço definido na oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) de 330 pence de libra.

Foi na segunda-feira que a Royal Mail alertou que vai registar lucros de 500 milhões a 550 milhões de libras este ano. O valor compara com um resultado positivo de 694 milhões de libras no ano passado.

 

O "profit warning" foi "chocante em termos de dimensão e timing", afirmou Gerald Khoo, da Liberum, citado pela Bloomberg.

 

A Royal Mail atribuiu a responsabilidade deste corte das projecções a um conjunto de factores, incluindo a diminuição do "email marketing" devido às novas regras de protecção de dados. A empresa também revelou que falhou o alvo para a melhoria da produtividade, que se situa nos 0,1% em comparação com a meta de 2% a 3%.

 

Isto significa que a Royal Mail teve de abandonar o plano de alcançar uma poupança de custos de 230 milhões de libras este ano, prevendo agora apenas 100 milhões de libras.