Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Chineses reforçam participação na REN

Os chineses da Fosun vão aproveitar a alienação de mais 11% da REN pelo Estado português para reforçar a sua posição. A operação será feita através da Fidelidade, seguradora adquirida pelo mesmo grupo a CGD no fim de Maio, de acordo com o Diário Económico.

Miguel Baltazar/Negócios
Negócios 16 de Junho de 2014 às 09:22
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

O maior grupo segurador nacional foi adquirido pela Fosun, que já tinha manifestado a intenção de fazer novos investimentos em Portugal. As novas acções da REN são admitidas esta terça-feira à cotação.

 

A Fidelidade deverá ser um dos novos accionistas a emergir da oferta pública de venda (OPV) da Redes Energéticas Nacionais (REN), cujos resultados serão divulgados ao final desta tarde.

 

Segundo o Diário Económico, os chineses da Fosun passaram a deter, através do maior grupo segurador nacional, uma participação qualificada no capital da empresa, no processo que agora termina de alienação dos últimos 11% do capital que ainda se encontravam nas mãos do Estado, e que irá render ao erário público 157 milhões de euros.

 

A venda foi feita com o preço por acção a chegar aos 2,68 euros, aquém das expecativas do Governo que eram de 2,8 euros.

 

A  Fosun, maior grupo privado de capital fechado chinês, que concretizou no mês passado a compra de 80% do capital da Fidelidade, Multicare e Cares, à CGD, tem vindo, desde a entrada em Portugal, a sublinhar a sua vontade de fazer outros investimentos no mercado, enquanto investidor de longo prazo. O investimento na REN terá sido feito pelas várias companhias que compõem o grupo segurador.

 

(Correcção: Acções da REN serão admitidas na terça e não na segunda-feira)

Ver comentários
Saber mais REN Fosun Fidelidade
Outras Notícias