Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

OPV da REN atraiu pouco mais de 2 mil investidores

Os trabalhadores da empresa, que beneficiavam de um desconto de 5% no preço, compraram 216.330 acções da REN, que deixou de ter capital público depois desta última fase de privatização.

Bruno Simão/Negócios
Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 16 de Junho de 2014 às 17:30
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

Foram pouco mais de 2 mil os investidores que participaram na oferta pública de venda da REN, cujos resultados finais foram apurados esta segunda-feira em sessão especial de bolsa.

 

De acordo com a apresentação da Euronext, as 10.047.680 acções vendidas pela Parpública e Caixa Geral de Depósitos na oferta pública de venda (OPV), direccionada aos pequenos investidores, foram compradas por 2.155 investidores.

 

A procura destes pequenos investidores, onde se incluem os trabalhadores que compraram 216.330 acções, não foi suficiente para satisfazer a oferta que estava originalmente destinada a esta tranche: 11.748.000 acções.

 

As acções desta tranche que não tiveram procura foram adquiridas pelos investidores institucionais, que compraram um total de 48.692.320 acções, equivalente a 9,12% do capital.

Entre estes pouco mais de 2 mil investidores que deram ordens na OPV, 183 compraram entre 10 mil e 40 mil acções, enquanto 191 adquiriram entre 5 mil e 10 mil. O maior número de investidores (842) comprou mil e 5 mil acções, enquanto menos pouco mais de 500 investidores ficou com menos de 500 acções.

 

Quanto à venda directa a investidores institucionais, a Euronext não revelou os detalhes da procura, nem quantos investidores compraram acções.

 

No total o Estado, através da Parpública e da CGD, conseguiu um encaixe bruto de 157,4 milhões de euros com esta fase de privatização, através da qual vendeu 11% do capital da REN e deixou de ser accionista da empresa liderada por Rui Vilar.

 

As acções foram vendidas a 2,68 euros na OPV e na venda directa, sendo que os trabalhadores beneficiaram de um desconto de 5%, pelo que pagaram 2,546 euros por cada acção.

Em 2007, quando colocou a REN em Bolsa, o Estado alienou 19% da empresa, tendo gerado um encaixe de 275 milhões de euros ao vender cada acção a 2,75 euros.   

 

Em 2012, a State Grid pagou 2,90 euros por acção, dando um encaixe total de 387,15 milhões de euros pela venda de 25% estatais. Já a Oman Oil, que ficou com 15%, pagou 2,56 euros por acção, num valor total de 205,06 milhões. Ao todo, a operação ficou avaliada em 592 milhões de euros, tendo estes dois accionistas pago um prémio de 33% face à cotação da altura.

 

As acções vendidas nesta privatização serão admitidas à negociação na sessão de amanhã, terça-feira, 17 de Junho. 

 

Ver comentários
Saber mais REN Euronext Parpública Caixa Geral de Depósitos OPV CGD Rui Vilar State Grid privatização
Outras Notícias