Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

EDP quer duplicar clientes com serviços adicionais até 2021

A administradora da EDP Comercial, Vera Pinto Pereira, quer que até 2021 a quota de clientes com serviços adicionais atinja os 40%. A empresa prevê ainda arrancar com a comercialização de energia na Polónia já em 2019.

A EDP não deu novidades aos investidores sobre as investigações judiciais sobre suspeitas de corrupção nos contratos dos Custos de Manutenção do Equilíbrio Contratual (CMEC), segundo o CaixaBank BPI. Os responsáveis da eléctrica indicaram que a gestão não foi alvo de novas abordagens pelas autoridades em relação a essa matéria. Já em relação aos ajustamentos dos CMEC para os próximos dez anos, a empresa indicou que ainda não foram tomadas decisões, mas prevê que não sofram alterações muito significativas. Já em relação à EDP Renováveis, reiterou que a actual situação se deverá manter no médio prazo, depois de a EDP não ter conseguido mais de 90% da eólica na OPA. O preço-alvo é de 3,70 euros com análise 'neutral'.
Sara Ribeiro sararibeiro@negocios.pt 13 de Novembro de 2018 às 13:29
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A EDP Comercial quer atingir nos próximos três anos uma quota de 40% da base de clientes com serviços adicionais, como seguros de saúde, baterias ou soluções de energia solar. A meta foi divulgada esta terça-feira, 13 de Novembro, por Vera Pinto Pereira, administradora da eléctrica, com a pasta da EDP Comercial.

Actualmente, 18% dos clientes da eléctrica têm este tipo de serviços, mas a empresa quer reforçar este tipo de ofertas e, consecutivamente, acelerar o número de subscritores. Tendo em conta este objectivo, e que a venda de serviços relacionados com eficiência energética a clientes do segmento empresarial está a crescer 37%, Vera Pinto Pereira está confiante que vão cumprir a meta.

Numa conferência de imprensa para divulgar a nova campanha de posicionamento da EDP Comercial, a responsável detalhou ainda que  as vendas do serviço Funciona (que inclui ofertas como revisão, check-up, manutenção e assistência) cresceram 15%.

Quanto aos planos da internacionalização da EDP Comercial, Vera Pinto Pereira revelou que a entrada na Polónia vai acontecer no próximo ano. A venda de energia seá direccionada principalmente para clientes empresariais, detalhou.

Quanto aos outros mercados que tinham anunciado no ano passado (França, Itália e Texas), o arranque da comercialização de energia está "para breve", mas ainda não há nenhum calendário definido.

Ver comentários
Saber mais EDP Vera Pinto Pereira EDP Comercial energia
Mais lidas
Outras Notícias