Energia Iberdrola obtém financiamento de 650 milhões do BEI para construção de barragem no Tâmega

Iberdrola obtém financiamento de 650 milhões do BEI para construção de barragem no Tâmega

O Banco de Investimento vai contribuir com 650 milhões para a construção de um projecto de 1,5 mil milhões da Iberdrola, tornando-se desta forma o segundo maior financiador de projectos de energia renovável em Portugal.
Iberdrola obtém financiamento de 650 milhões do BEI para construção de barragem no Tâmega
Bruno Simão/Negócios
Ana Batalha Oliveira 23 de julho de 2018 às 11:12
A Iberdrola vai contar com um apoio de 650 milhões de euros da parte do Banco Europeu de Investimento (BEI) para a construção do novo projecto hídrico no rio Tâmega, no norte de Portugal, "uma das iniciativas mais importantes do setor energético na história portuguesa", escrevem as entidades num comunicado conjunto. O investimento total ascende aos 1,5 mil milhões de euros.

A empresa espanhola de energia quer construir três barragens e centrais eléctricas ao longo do Tâmega e Torno, um afluente, que deverão estar completas até 2023.

A justificar o investimento, está o aumento a capacidade de armazenamento de energia na UE, o fornecimento de serviços aos operadores ibéricos e a oportunidade para aumentar o uso de renováveis em Portugal. Por fim, este projecto reduzirá a dependência do mercado ibérico em energia fóssil, bem como das emissões de dióxido de carbono.

As novas instalações vão levar à contratação de 13.500 funcionários, "mantendo-se várias centenas deles durante a fase de operação", garante a empresa.

A instituição europeia confirma, com este último investimento, a medalha de prata entre os maiores financiadores de projectos de energia renovável a nível nacional. No conjunto do primeiro semestre, já se comprometeu a ceder 823 milhões de euros para serem utilizados nesta área. Em primeiro lugar encontra-se ainda o Banco Espírito Santo, que emprestou 829 milhões de euros. 

"Cerca de 23% do nosso financiamento tem já um formato verde" comenta o CEO da energética, Ignacio Galan. O líder da Iberdrola estará presente numa cerimónia esta segunda-feira, na qual irá receber a primeira parte da contribuição do BEI, um montante de 500 milhões de euros.

(Notícia actualizada com a informação do comunicado de imprensa às 12:40)



pub

Marketing Automation certified by E-GOI