Energia Iberdrola quer adiantar-se a Portugal e construir a maior central solar da Europa

Iberdrola quer adiantar-se a Portugal e construir a maior central solar da Europa

Em Portugal já havia sido noticiado que o maior empreendimento solar da Europa seria construído no Alentejo. A Iberdrola avança agora em Espanha com um projeto que, embora muito mais pequeno do que o português, tem a mesma ambição de destaque no Velho Continente. Fica em aberto qual dos países vizinhos vai adiantar-se na concretização.
Iberdrola quer adiantar-se a Portugal e construir a maior central solar da Europa
Ana Batalha Oliveira 06 de junho de 2019 às 11:07

A Iberdrola já iniciou o processo para a construção daquela que poderá tornar-se a maior central fotovoltaica da Europa, avança a Bloomberg. Espanha rivaliza desta forma com Portugal, depois de já terem sido noticiados projetos maiores para o Alentejo – com mais do dobro da capacidade –, mas os quais carecem ainda de confirmação oficial.

A empresa presidida e gerida por Ignacio Galan (na foto) quer levar à região castelhana da Extremadura um empreendimento solar de 590 megawatts, o qual requer um investimento de 300 milhões de euros, comunicou a empresa esta quinta-feira, 6 de junho. O processo já deu entrada no ministério da Transição Ecológica espanhol e vai agora seguir para a fase de avaliação de impacte ambiental.

Este projeto concorre com outro, de ADN português, para o título de maior centro solar europeu - embora parta com clara desvantagem em termos da dimensão pretendida. No passado mês de março, o Expresso avançou que duas empresas lusas – Luz.On e Alpac Capital – se juntaram num consórcio para a construção de um empreendimento de 1200 megawatts, num investimento que traria mil milhões à cidade alentejana de Portalegre. Este projeto terá merecido, segundo a mesma publicação, a aprovação da APA – Agência Portuguesa do Ambiente e estaria sob a avaliação da DGEG – Direção-Geral de Energia e Geologia. Contudo, as empresas envolvidas não quiseram confirmar estes planos na altura.  

A Iberdrola tem de momento mais sete projetos de energia solar em desenvolvimento, parte em fase de construção e outros à espera da aprovação do governo espanhol. Combinados somam uma capacidade de 1.178 megawatts, um total inferior ao projeto noticiado para Portalegre isoladamente.

A empresa espanhola pretende financiar-se com capitais próprios, embora não exclua a hipótese de no futuro recorrer a empréstimos. O responsável pelas energias renováveis na Europa, Julio Castro, prefere contudo não revelar o retorno que espera para o investimento.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI