Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Navigator revê projecto em Moçambique

A Navigator, detida pela Semapa, está a rever o projecto naquele país africano, tendo em conta a situação de instabilidade da região.

A avaliação da Semapa é em grande parte determinada pela posição na Navigator, que apresenta boas perspectivas para continuar a ser um 'sólido' gerador de 'cash' nos próximos anos. A ex-Portucel deverá continuar com uma política de dividendos 'robusta',  o que ajudará à desalavancagem da Semapa.
Miguel Baltazar/Negócios
Alexandra Noronha anoronha@negocios.pt 01 de Setembro de 2016 às 10:24
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

A produtora de papel Navigator está a rever o projecto que tinha previsto para Moçambique, segundo o relatório e contas da holding Semapa, que detém a sociedade, referente ao primeiro semestre deste ano.


"Importa referir que a Navigator se encontra actualmente a desenvolver um processo de reflexão relativamente ao ritmo de evolução do projecto em Moçambique, sobretudo ditado pela evolução do actual contexto político-social (que sofreu um agravamento significativo no último semestre), mas que reconheça também as exigências de desenvolver uma operação silvícola de grande dimensão no país", referiu o mesmo documento.

Naquele país, a Internacional Financial Corporation concretizou recentemente a entrada no capital da Portucel Moçambique, com um investimento de cerca de 5 milhões de dólares (4,54 milhões de euros) que lhe garante uma participação de 20%.


A Semapa explica ainda que "a situação político-económica do país é instável, o que traz desafios acrescidos ao projecto, ao nível da segurança de todos os que nele estão envolvidos e da garantia de abastecimento dos produtos, materiais e serviços necessários".


Além disso, diz o relatório, "a pressão sobre o metical faz-se sentir na inflação dos preços, que tem vindo a ser notória desde 2015 e que continua a aumentar. Em resultado do acima referido, a Navigator procedeu, de forma prudente, a uma reavaliação do valor dos activos que detém em Moçambique (reconhecendo uma imparidade de 18 milhões de Euros dos quais 3,5 milhões de euros afectando o EBITDA)".


"O projeto de Moçambique é essencialmente de cariz florestal, com uma opção de desenvolvimento de um projeto industrial envolvendo a construção de uma fábrica de pasta de grande escala", recordou a Semapa. 


As acções da Navigator avançam 0,61% para 2,99 euros.

Ver comentários
Saber mais Moçambique Semapa Navigator indústria transformadora papel crise
Outras Notícias