Media Negócios vence prémio de melhor publicação de informação económica

Negócios vence prémio de melhor publicação de informação económica

O Jornal de Negócios venceu esta quinta-feira à noite o prémio melhor título de informação económica, atribuído pela revista Meios & Publicidade.
Negócios vence prémio de melhor publicação de informação económica
Negócios 04 de outubro de 2019 às 01:50

O Jornal de Negócios venceu esta quinta-feira, 3 de outubro, o prémio de melhor publicação económica na 17ª edição dos Prémios Meios & Publicidade. O Negócios venceu este prémio pelo oitavo ano consecutivo, sendo que nesta edição também estavam nomeados o Jornal Económico, o ECO e o Dinheiro Vivo.

 

A cerimónia de entrega de prémios decorreu no Altice Arena e foram 30 os vencedores distinguidos nas categorias de media, marketing e publicidade, personalidades do ano e marca do ano.

 

A área dos meios de comunicação, que reúne o maior número de categorias, distinguiu a SIC e a SIC Notícias como melhores canais generalista e de informação, respetivamente.

 

Ainda na área da televisão, foi a Fox que ganhou no entretenimento, o Disney Channel no infantil e a Eleven Sports na nova categoria de desporto.

 

Ao nível de publicações, o Observador venceu este ano na categoria generalista; a Visão em newsmagazines; o Jornal de Negócios em informação económica; a Máxima nos títulos femininos; a GQ nos títulos masculinos; a Bola nos desportivos; a Turbo na área automóvel; a Caras em sociedade e a TV Guia em televisão.

 

A Time Out foi, na nova categoria de lazer & lifestyle, a escolha de 2019.

 

Assim, as publicações da Cofina, grupo em que se inclui o Negócios, conquistaram três prémios de imprensa: informação económica (Negócios), título feminino (Máxima) e televisão (TV Guia).

 

Por sua vez, a Plural Entertainment foi a produtora de televisão escolhida, enquanto a Netflix venceu na nova categoria de streaming.

 

A Comercial foi, mais uma vez, eleita na categoria de rádio. Também o lançamento do ano foi atribuído a uma iniciativa radiofónica: a recente Rádio Observador.

 

Nas personalidades do ano, Francisco Pedro Balsemão, CEO da Impresa, venceu na área de media.

 

No marketing foi Manuela Botelho, secretária geral da APAN (Associação Portuguesa de Anunciantes) que se distinguiu.

 

Já na publicidade, o prémio foi atribuído a Tomás Froes, CEO da Partners, papel que assumiu após o "negócio do ano": a entrada da Dentsu Aegis Network no capital desta agência.

 

No mundo criativo do marketing e da publicidade foram atribuídos os seguintes prémios: agência criativa à Partners; agência de meios à Wavemaker; produtora de publicidade à Garage; agência de design à Solid Dogma; agência de comunicação à Hill+Knowlton Strategies; e agência de eventos e ativação à Desafio Global. A JCDecaux ganhou o prémio de publicidade Out-of-Home.

(Correção: Corrige o vencedor do prémio de produtora de publicidade)




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI