Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Fundo americano aposta na portuguesa Line Health

A Line Health, antiga PharmAssistant, fechou uma ronda de financiamento com o fundo de capital de risco norte-americano Bolt. A empresa não revela montante mas explica que investimento trará importantes desenvolvimentos para o produto.

Ana Laranjeiro alaranjeiro@negocios.pt 13 de Novembro de 2015 às 18:27
  • Partilhar artigo
  • ...

A Line Health tem agora um investidor norte-americano, o fundo de capital de risco Bolt. Contactada pelo Negócios, a empresa prefere não revelar o montante do investimento. Sofia Simões de Almeida, directora de operações, explica que este fundo é especializado em hardware e vai permitir à start-up portuguesa acelerar o seu produto.

Em síntese, a responsável explica que com esta parceria vai ser possível desenvolver o produto melhor e mais rapidamente, dado que a empresa norte-americana tem conhecimentos nesta área. Elementos da start-up portuguesa vão estar presentes em Boston para trabalharem de perto com as equipas da Bolt.

Com esta "ajuda preciosa", explica Sofia Simões de Almeida (na foto), a Line Health pretende entregar um protótipo funcional para testes, nomeadamente em hospitais, já no primeiro trimestre do próximo ano. Além disso, o fundo norte-americano vai ajudar a empresa nacional no processo de manufactura da solução tecnológica desenvolvida por empreendedores nacionais, que tem como objectivo que as pessoas não se esqueçam de tomar os seus medicamentos.

De PharmAssistant a Line Health

No início de Setembro, a start-up portuguesa PharmAssistant anunciou a sua mudança de nome para Line Health. A empresa criou um dispensador inteligente para garantir que as pessoas tomam o medicamento certo, à hora certa. Este dispensador inteligente para medicamentos dá apoio na organização dos medicamentos - quando a maioria dos erros ocorrem -, alerta quando é hora de os tomar e informa cuidadores e familiares (desde que autorizados pelo utilizador) quando há falhas na toma. 

A solução da Line Health inclui também uma aplicação móvel. Esta app, além de adaptar-se à realidade e ao tratamento de cada doente, integra igualmente "qualquer 'smart device' (como medidores de tensão, glucómetros ou 'activity trackers')". Esta aplicação emite ainda um alerta para médicos, prestadores de cuidados de saúde, quando alguma situação requer a atenção destes.

Antes de disso, em Dezembro do ano passado, a então PharmAssistant firmou uma parceria com a Bayer


(Notícia actualizada às 18:45 com mais informações)

Ver comentários
Saber mais Line Health Sofia Simões de Almeida
Outras Notícias