Start-ups Protechting da Fidelidade já escolheu 22 start-ups para participarem no bootcamp

Protechting da Fidelidade já escolheu 22 start-ups para participarem no bootcamp

O programa de aceleração de start-ups na área dos seguros e da saúde, da Fidelidade, o Protechting, já escolheu as 22 start-ups que vão participar no bootcamp de uma semana. Deste leque vão sair as 15 que vão integrar o programa de aceleração.
Protechting da Fidelidade já escolheu 22 start-ups para participarem no bootcamp
Miguel Baltazar/Negócios
Negócios 16 de maio de 2017 às 14:17

O Protechting, programa de aceleração de start-ups na área dos seguros e da saúde, desenvolvido pela Fidelidade, Fosun e Beta-i, já seleccionou as 22 start-ups oriundas de 10 países (incluindo Portugal) que vão participar no bootcamp de uma semana. Deste leque vão sair as 15 start-ups que vão integrar o programa de aceleração, agendado para o período de 22 de Maio a 7 de Julho, de acordo com o comunicado enviado às redacções.

"O bootcamp do Protechting tem como objectivo apurar os modelos de negócio e potenciar o 'engagement' entre os parceiros e as start-ups, expondo também as equipas a workshops de inovação, a eventos orientados para estas temáticas e a palestras de gestão e motivação", pode ler-se no comunicado.


Manuel Tânger, Head of Innovation & Corporate Acceleration e co-fundador da Beta-I, em comunicado assinala que "esta edição do Protechting recebeu 119 candidaturas de 33 países diferentes, o que reforça o seu carácter internacional".

"O programa tem despertado o interesse de start-ups de várias áreas de actividade, nomeadamente da área da Saúde, Serviços, e Protecção/Prevenção, vindas de indústrias tão diversas como a Consultoria, Mobile, Finanças, Seguros, Imobiliário, Energia ou Cleantech, por exemplo. Esta diversidade é óptima, precisamente pelo potencial de inovação que encerra para a indústria dos seguros e saúde", acrescentou.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI